segunda-feira, janeiro 29, 2018

Dó, tenha pena e dó... do português

As pessoas, segundo este fulaninho não existem, elas existe!

O poder da Natureza é infinito, eu sou natural.

1 comentário:

  1. Até me dá dóoooo
    Bjs
    Kique
    http://caminhos-percorridos2017.blogspot.pt

    ResponderEliminar

Odeio as almas estreitas, sem bálsamo e sem veneno, feitas sem nada de bondade e sem nada de maldade. Nietzsche
Debita aqui algum bálsamo.

Nota: só um membro deste blogue pode publicar um comentário.