sexta-feira, março 02, 2012

Blogosfera

Acho de muito mau gosto deixarem comentários do género: "Olá estou a seguir-te, gostava que me seguissses, o endereço é..."
Então mas é preciso pedinchar seguidores?


Não sou superior, supero-me.

7 comentários:

  1. E para quê? Para nunca mais lá irem?
    Assim não tem piada. as pessoas devem descobrir ou até serem informadas e basta.

    Beijo
    Zeta

    ResponderEliminar
  2. Pois, "zetinha", é mesmo isso, quando mo fazem, não vou lá, a não ser que o nome me diga algo...
    Beijo

    ResponderEliminar
  3. É a crise, também já chegou à blogosfera.

    kisses

    ResponderEliminar
  4. Às vezes, faço-o, afinal também é uma questão de reciprocidade e educação na blogosfera, não é?
    Se me deixam um comentário, gosto de devolver a visita e o mesmo, é um gesto educadamente gentil...Quanto ao seguir, se valer a pena, porque não? Se gosto que me sigam, não deverei retribuir?
    Ou ser bem educado e gentil é algo de condenável?
    Beijos prometidos

    ResponderEliminar
  5. Pinko: pois, não escrevem nada de jeito e pedem seguidores...


    DESIRE: "Ou ser bem educado e gentil é algo de condenável?", não, ser um cãozinho obediente e seguir um blog só por sim, para mim não +e condenável, é uma tristeza.

    ResponderEliminar
  6. Minha querida, eu não disse que o seguia assim só para cumprir esse tipo de pedido (que concordo ser ridículo), eu disse "Quanto ao seguir, se valer a pena, porque não?", o que deixa bem claro que só faço se o blog tiver conteúdo, certo? Ou seja, se valer a pena! Não segues blogues que consideres interessantes? E de, certeza, que não to tiveram de pedir, pois não? É o que eu faço, escolho!
    Beijos prometidos

    ResponderEliminar
  7. É preciso pedinchar quando não se sabe, nem ser superior nem superar-se...Falta criatividade e tudo o mais que povoa os cérebros do povão...; )

    ResponderEliminar

Odeio as almas estreitas, sem bálsamo e sem veneno, feitas sem nada de bondade e sem nada de maldade. Nietzsche
Debita aqui algum bálsamo.