domingo, 24 de outubro de 2010

gente genuína

Jantei com alguém genuíno. Uma mulher que, como eu abre o coração e não tem pena mas sim solidariedade. Um bem haja!
NÃO SOU SUPERIOR, SUPERO-ME!

1 comentário:

Odeio as almas estreitas, sem bálsamo e sem veneno, feitas sem nada de bondade e sem nada de maldade. Nietzsche
Debita aqui algum bálsamo (se fores uma besta quadrada, nem vale o esforço de escreveres).

Nota: só um membro deste blogue pode publicar um comentário.