sábado, agosto 19, 2017

Podia ter sido eu a escrever...



"Deparo-me todos os dias com idiotas que não cumprem nenhum dos requisitos e no entanto vendem a alma com opiniões e frases bonitas de maneira a ficarem bem na foto. A estes quando posso acerto-lhes o passo fisicamente porque posso e porque me apetece começar a limpar o esterco (tem de se começar por algum lado certo?). Depois as frases feitas (vulgo clichés) são espetaculares mas só funcionarão em seres acéfalos, que bem vistas as coisas, se já o são, porquê se gastam palavras? É por estas e por outras que sou único, cometi as minhas falhas e aprendi com os meus erros. Sou implacável com a burrice e ainda menos misericordioso com a burrice disfarçada. Todos temos uma besta dentro de nós, cabe a quem sabe e pode, mantê-la controlada...."

 (autor anónimo, encontrei no face)
Sou uma força da natureza, não tentes destruir - me...

Sem comentários:

Enviar um comentário

Odeio as almas estreitas, sem bálsamo e sem veneno, feitas sem nada de bondade e sem nada de maldade. Nietzsche
Debita aqui algum bálsamo.