sexta-feira, março 13, 2015

Não me peças.

 Não me peças o que não te consigo dar. Pede-me apenas o melhor de mim e terás uma boa surpresa. Luta ao meu lado por uma utopia chamada felicidade que sentimos com o conjunto de pequenos momentos.

Não sou superior, supero-me.

Sem comentários:

Enviar um comentário

Odeio as almas estreitas, sem bálsamo e sem veneno, feitas sem nada de bondade e sem nada de maldade. Nietzsche
Debita aqui algum bálsamo.