Sou e Amo assim

Este blog, tal como o outro,  é escrito para mim, é natural que não comentem aquilo que não entendem Sou gaja, posso falar de cremes como dos meus sentimentos A Pink Poison, não é uma personagem.
 Os meus blogs, relatam a minha vida, as minhas emoções, dúvidas, sentimentos tem palavrões pois muita gente merece um "quetefodas" Se tenho comentadores/subscritores, ainda bem, gostam...Eu sou apenas uma pessoa. Uma pessoa que se entrega e que aprendeu a respeitar-se. Sacrifico-me pelos outros e consigo amá-los num dia e odiar os mesmos no outro. Rasgam sorrisos na minha face quando mostram ter bom coração, alma... Depois mostram o lado mau, perverso, frio, monstruoso... Sou gaja, gosto de complicar, gosto de sexo, adoro sexo, gosto de fotografia, carros, experimentá-los, sentir o motor... Gosto tanto de conduzir como de sexo. Posso morrer a conduzir, quase aconteceu em 2000) Tenho sonhos mas não me preocupa muito se se irão realizar, tenho vontades, tenho pensamentos, crio textos que mexem com alguns e nada dizem a outros. Aprecio quem cria, quem luta e, acima de tudo, quem não promete, quem não diz coisas que não correspondem à verdade por muito que as pessoas em questão queira, agradar. Gosto de queijo, de couve roxa, de legumes, música house e depois jazz tenho dois gatos que me dão companhia, um Perdigueiro de 15 anos e um Pinko que me ama, o meu marido. Tenho um casamento feliz, sem ciúmes, nem tretas de vasculhar telefones...Sou menina do papá. Amo tanto o meu pai que até transborda dos olhos para fora. Amo a minha madrasta de igual forma.odeio, de odiar a sério o gajo que me espancou que foi também o grande amor da minha vida. Odeio com todas as minhas forças. Gosto de absorver informação sobre tudo, gosto de falar sobre tudo,(carros, falem-me de carros) gosto de analisar tudo, observo tudo e sem querer, tens a folha feita.
Sou a Pink, contem comigo, o meu mail está no cabeçalho.  Só não ajudo quem não puder.







O amado
O ser amado é amado com todos os seus defeitos, com as suas lágrimas e sorrisos... O ser amado não tem que estar disponível para quem o ama 24 horas por dia, tem o seu espaço. Quem ama, deve ter o seu espaço, deve agradecer aos Deuses do Olimpo existir alguém digno do seu amor. O amor, digo eu, tem imensas formas de expressão: um olhar, um silêncio, uma noite de sexo louca... No fim, resta-nos amar.
Amar e aceitar.
Mesmo que não se compreenda. Mesmo que se sabe que há distância, física, a distância afectiva não existe. O amado sente-se protegido, acarinhado e especial. Pois, claro que é: é o nosso amor. Se não nos ama, que não nos desrespeite ou que sejamos inteligentes para apenas perceber que amar, é sempre bom, preenche-nos... 

Agora
Além de dois gatos, tenho um perdigueiro lindo, um homem de 1.90m que há 4 anos que dorme comigo e ama-me , uma segunda oportunidade que a vida me deu e eu aproveitei. Não há ciúmes, não regras impostas, há partilha. Aprendi a dizer amo-te ao meu pai, aprendi a lidar mais com as saudades do Algarve, de Albufeira.  Como menos queijo...