Absorve-me mas em várias fracções

11 de agosto de 2018

Siga

 
Apenas ouço um saxofone que me transporta par aonde eu quiser. Analiso minuciosamente, o dia. O que dei a mais, o dei de menos, o deveria ter exigido mais de mim e aquilo que deveria ter negado. Se os deuses do Olimpo, supostamente perfeitos e um dos berços da nossa civilização, entravam em violentas disputas, não poderei eu repensar o que fiz?
posso.
Mas não devo.
Não demores a invadir a minha vida que não o é sem ti , não me faças sonhar muito contigo...
Um desejo que chora pela tua presença. Eu sei que o é viver um amor. Cada minuto que passa...
Espero-te e nesse dia, as palavras desaparecem, os gestos e olhares falarão mais alto.
É viver um dia em dois. Está feito, está falhado.
Siga.

Eu, sou do mundo. Mas do outro...

2 comentários:

Enriquece a minha pessoa com o teu comentário. Se vens criticar: não mudas em nada a minha postura... bem talvez me ria um pouco. Quem vem por bem, que escreva e se sinta em casa... Pink