sábado, junho 09, 2018




O poder da Natureza é infinito, eu sou natural.

2 comentários:

  1. Sente-se o mar, à distancia! ;)))

    Beijinhos Princesa! :))

    Ontem comentei-te...Onde foi parar? :)))

    ResponderEliminar

Odeio as almas estreitas, sem bálsamo e sem veneno, feitas sem nada de bondade e sem nada de maldade. Nietzsche
Debita aqui algum bálsamo.