Absorve-me mas em várias fracções

segunda-feira, 28 de maio de 2018

Por seres

Por seres quem és... Corpo de arrepiar e cara laroca , zero cultura, ingenuidade 100%, és bonito.
Explodes.
O telefone toca e são ainda 2h da manhã. Para quê ficar se podemos explodir juntos, no meio da rua encostados a uma parede com os teus dedos em mim...
O teu jeito de começar algo , questionas-me, fazes-me questionar em que mundo vivo e se viveria no teu... Entretanto para quê ir? Por seres o que és desde sempre e caíres na real de quando em vez, choras, emocionas, és a vida nas minhas gargalhadas, nas minhas mãos que te desenham em cada centímetro da tua pele queimada pelo sol.
Sou vida na palma das tuas mãos.
Sou ar quando os meus lábios beijam os teus.
"quem és tu afinal?" perguntas...
Eu, sou quem lê, quem te respira e quem sabe o que precisas sem abrires a boca .
Eu sou a que te faz o corpo mesmo a desmontar uma máquina ao sol....


O poder da Natureza é infinito, eu sou natural.

3 comentários:

  1. Boa tarde Princesinha!
    Adorei o teu texto... Fez-me devanear...por aí :)))

    Senti-me na discoteca :))Mmmmm
    (Vens) ??

    Beijinhos molhados :)))

    ResponderEliminar
  2. Se tivesses sido sempre assim, meiga e sublime...mas não, és uma fera do caralho, difícil de aturar, que eu temo, mas adoro!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Aturas porque queres, desapareces quando queres e é sempre "para sempre" e "como sempre", quando voltas, eu acolho-te. És pior que o Bruno de carvalho

      Eliminar

Enriquece a minha pessoa com o teu comentário. Se vens criticar: não mudas em nada a minha postura... bem talvez me ria um pouco. Quem vem por bem, que escreva e se sinta em casa... Pink