sexta-feira, junho 30, 2017

Perfeito Estranho

Um perfeito estranho, passo a expressão, é aquele homem com quem nos envolvemos e não nos deixa memórias. A não ser que a bebedeira seja tanta que tiremos fotos. Senão, não passa de um estranho que não nos toca na alma, apenas no corpo, e quando sai, adormecemos serenamente como se não tivesse existido trocas de fluídos, trocas comerciais, trocas de telefonemas... Com a certeza de que ele não terá entourage para falar de uma privacidade minha e que em nada essa entourage está metida.
Depois, passados anos, aparecem aparecem caixas de mails a transbordar (não só a minha), afirmações como se fossem Deus e não podiam estar mais errados.
Vou ali matar uma personagem vejo já.(e não é "angar" de bicicleta, é andar de bicicleta).


Sou uma força da natureza, não tentes destruir - me...

2 comentários:

  1. Tu atrais cada avantesma, c'um milhão de carais!...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Nem com um milhão...
      💗💗💗💗

      Eliminar

Odeio as almas estreitas, sem bálsamo e sem veneno, feitas sem nada de bondade e sem nada de maldade. Nietzsche
Debita aqui algum bálsamo.