segunda-feira, junho 12, 2017

Libertei-me

De uma pessoa tóxica.
Eu era a sua motorista, passava horas a ouvir como é fácil fazer uma ganza... A coisa ficou promiscua, andava farta de a ver mexer nas minhas coisas a dizer que era bonito, sempre à espera que eu dissesse: "Fica com isso"(algo que aconteceu algumas vezes). Ouvi essa pessoa mentir a outros, dizia 435 vezes ao dia o quanto é bonita... Até ao dia em que armou um bacanal em casa, com o seu irmão acabado de sair das urgências devido a um problema de coração, na sala.
Chega!



 

Sou uma força da natureza, não tentes destruir - me...

Sem comentários:

Enviar um comentário

Odeio as almas estreitas, sem bálsamo e sem veneno, feitas sem nada de bondade e sem nada de maldade. Nietzsche
Debita aqui algum bálsamo.