segunda-feira, fevereiro 13, 2017

Tão atrevido

No meio dos pensamentos entras tu devagarinho... Tão devagar mas sempre tão inoportuno e tão indiscreto. Atrevido brincas com a palavra saudade e usas a palavra amizade como se jogássemos ténis com ela.
Intacta a amizade, de Sul a Lisboa afinal quando entras nos meus pensamentos, continuas a ser a pessoas que melhor conheço, a ser a amizade, aquela amizade de sempre, dos 14, dos 20...


Sou uma força da natureza, não tentes destruir - me...

Sem comentários:

Enviar um comentário

Odeio as almas estreitas, sem bálsamo e sem veneno, feitas sem nada de bondade e sem nada de maldade. Nietzsche
Debita aqui algum bálsamo.