segunda-feira, fevereiro 13, 2017

De tudo o que não entendo

A falta de argumentos é uma das coisas que jamais entenderei. Respostas "porque sim", "porque pressinto" fazem o meu estômago fazer o pino.
Agora o que diria o meu estômago quando recebe um mail onde está uma confissão floreada.



Sou uma força da natureza, não tentes destruir - me...

1 comentário:

  1. Confissões...mas das boas...daquelas que quando nos lembra-mos...deixa-nos com aquele...sorriso parvo ...mas que é tão BOM...
    Beijos VORAZES

    ResponderEliminar

Odeio as almas estreitas, sem bálsamo e sem veneno, feitas sem nada de bondade e sem nada de maldade. Nietzsche
Debita aqui algum bálsamo.