terça-feira, janeiro 24, 2017

Força das Marés

Como a força das marés te move... Como o mar é pequeno perto de ti, eu não sei. Sei que sou eu quem te abriga quando atracas e te enfraqueço como uma criança. Todo o amor que tenhas para me dar, eu terei a dobrar, ou, simplesmente, terei e nada mais. Pele unida que sua, que humedece, que ama e purga.
Que sossego este mundo pode ser, quando estou sem ti mas sem sentido, não saias de mim, para eu te aquecer, te embriagar no meu olhar escuro e nadares nas lágrimas que mostram emoção em mim sobre ti...


Sou uma força da natureza, não tentes destruir - me...

6 comentários:

  1. a força das marés vem da força da lua

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. A Teoria da Deriva Continental nunca ficou provada por isso mesmo... Beijos

      Eliminar
  2. Bom texto. Gostei de o ler

    Beijo

    ResponderEliminar
  3. "Ó mar salgado, quanto do teu sal"...são..."lágrimas que mostram emoção em mim sobre ti..."
    Com um cola aqui...e recorta ali...ficou assim :))))
    Adorei...
    Beijos...VORAZES

    ResponderEliminar

Odeio as almas estreitas, sem bálsamo e sem veneno, feitas sem nada de bondade e sem nada de maldade. Nietzsche
Debita aqui algum bálsamo.