sexta-feira, janeiro 06, 2017

Dos que "tomam conta" delas



Eu não acredito em homens que "tomam conta" de mulheres... Eu tomo conta de mim, Eu sei proteger-me, eu quero um homem para me amar, sexo e companhia mas tomar conta, protecionismo? Não, obrigada e muito menos rotinas.
Porque eu acredito que quem ama não tem que ser obrigatoriamente amado, porque acredito que a cumplicidade nada tem que ver com viagens, dinheiro, riqueza (especialmente a imaginária), eu sou crente nos sentimentos, o meu defeito é que sou crente nos maus sentimentos também. Se o bem existe, existe o oposto... Tudo tem um oposto.




Sou uma força da natureza, não tentes destruir - me...

Sem comentários:

Enviar um comentário

Odeio as almas estreitas, sem bálsamo e sem veneno, feitas sem nada de bondade e sem nada de maldade. Nietzsche
Debita aqui algum bálsamo.