quinta-feira, março 31, 2016

lemon

Sou o que quiseres... Mas quando eu quiser.

Moderar comentários

Nem sempre tive moderação de comentários, até ao dia em que vou ver o blog e estão duas pessoas a discutir uma com a outra "na minha casa" como se o blog não existisse...
A moderação de comentários permite-nos controlar o que entra, e até conseguirmos responder em tempo útil às pessoas, isto para quem opta por responder.
Permite também recebermos certas mensagens do género "Não publiques isto mas..." e pronto.
Depois acontece uma coisa inusitada, existem pessoas que nunca aqui vieram, deixam um testamento que terminam a dizer vomitar que a árvore contra a qual eu fui quando tive o acidente é um "vegetal(?) incompetente" pois eu devia ter morrido, essa pessoa de seguida envia-me um e-mail a perguntar se havia algum problema com o conteúdo do comentário e porque não o publicava. Respondi que não havia problema algum e que se me queria morta que me viesse cá matar. Simples.
Publico os comentários que abonam os posts, dos meus seguidores, de gente que sabe ser educada, bem humorada, inteligente, amiga, sensual, erótica que gosta de mim viva e que não entra em carneiradas de falar mal de mim sem antes trocar algumas palavras comigo.

Moderar comentários é um mal necessário.

Sou o que quiseres... Mas quando eu quiser.

Mostras o teu

Quando as pessoas acham que tu não prestas, mostras o teu

...

...

lado alegre, pois então!



Sou o que quiseres... Mas quando eu quiser.

terça-feira, março 29, 2016

Da Sociologia e Velocidade venenosa

Um curso que eu gostei, e por isso tenho 2 diplomas em Sociologia mas áreas distintas,  não passei noites em claro porque tinha método de estudo e estava fora do Algarve a torrar do dinheiro do meu pai para acabar o curso, não para sair à noite e fumar charros como os colegas com quem dividia casa. Ia aos saldos e antes pedia autorização. Talvez por isso, o meu pai, e avós confiassem em mim desde sempre.
 Filha única, neta única, sem primos ou irmão, era o peso da família a ter esperança que eu chegasse à faculdade. E assim o fiz.
Espatifei um carro, é verdade mas eles sabiam que o meu fraco são carros e a velocidade, não morri, graças a airbags e cintos de segurança que me prenderam ao carro: a árvore podia ter sido amiga e ter saído dali no momento que eu ia a passar.

Foi este carro que espatifei, reconstrui e ainda durou 6 anos nas minhas mãos


Mr. Ripley

Um filme que nunca me canso de ver. Actores em início de carreira, temos um homem que idolatra outro, em tudo. O seu gosto por jazz, a sua roupa, o seu gosto por mulheres, os seus amigos, a forma como anda, como cativa... Um dia, mata-o, não contém a raiva e transforma-se no morto. Engana todos até onde pode, consegue enlouquecer a namorada do falecido com o apoio dos pais dela,



O poder da Natureza é infinito. Eu sou Natural...

segunda-feira, março 28, 2016

Crazy

O poder da Natureza é infinito. Eu sou Natural...

Das trocas

Há muita gente que troca, ao invés de ir logo comprar.
Eu faço trocas desde 2011 e acreditem que não teria algumas coisas em casa se as tivesse que comprar, às vezes não por uma questão de dinheiro mas por uma questão do "deixa andar".
Primeiro ponto: Onde trocar? uso um site que é troca-se.pt e depois tenho alguns grupos de leilões, trocas e/ou vendas no facebook.
O facebook foi o grande impulsionador da trocas. O mais engraçado são as feiras de trocas, onde se convive e fazem-se trocas de tudo.
Eu, pessoalmente, tenho duas regras: não troco bens alimentares (porque a mim também fazem falta) e não troco cosmética aberta e usada.
O meu carro foi uma troca, a minha playsation veio de uma troca, muitos dos livros cá de casa vieram de trocas...
Quando precisamos de algo cá em casa, vemos se alguém tem para troca.

COMO FAZER: fotografar tudo o que não usamos ou temos em casa e achamos que está foram de moda ou simplesmente queremos mudar a decoração da casa (eu sei fotografar, editar (diminuir), é a parte chata) e pomos nos grupos e no site (troca-se).
DE SEGUIDA, se algo nos interessa, pedimos à pessoa para ver as nossas coisas e se a pessoa gosta de algo nosso e a troca for justa, inicia-se o processo:
  1. troca de moradas
  2. se forem de perto, chegar a um acordo de meio caminho para ambos
  3. quando recebem a parte de cada um, ir ao frupo do face ou ao site troca-se e dar feedback
As trocas em mãos são muito melhores pois permitem à pessoa desistir se vir algum defeito que nas fotografias não viu.
CONTRAS:
  1. muita gente faz propostas absurdas como trocar uma transportadora de gatos por um smartphone
  2. Ficam ofendidos e falam em valores
  3. Na altura do Natal, toda a gente só troca por artigos na embalagem e selados
  4. Em Setembro, toda a gente procura livros escolares 
  5. Os artigos mais cobiçados costumam ser arranhadores de gatos, perfumes e coisas para a casa
Eu troco porque me faz falta, e pela longevidade do artigo, mesmo que um telemóvel valha 45€ e um creme para a cara valha 50€, não faço a troca.

VANTAGENS: as pessoas, familiares, amigos, pais de alunos e colegas começam-me a dar coisas que não usam para eu por nas trocas. Já consegui para a minha sogra uma fiambreira, 2 telemóveis, sandálias e ela vai dando umas coisas de vez em quando. Já fiz mais 1500 trocas e não tenciono parar!

Este mundo das trocas é muito fixe. 

O poder da Natureza é infinito. Eu sou Natural...

Dica on line promoções

Só vale a pena se encomendarem muita coisa...
http://www.dvdbarato.net


O poder da Natureza é infinito. Eu sou Natural...

sábado, março 26, 2016

Aprender com a experiência

Ler, ouvir e apreender.
Dá que pensar.



O poder da Natureza é infinito. Eu sou Natural...

Do vício

Se algo é vício, deixa de ser saudável. Seja o que for.
O poder da Natureza é infinito. Eu sou Natural...

sexta-feira, março 25, 2016

Dica on line

 http://irritante.pt/pt/home 

Coisas muito giras para prendas fora do comum, preços um pouco puxados

O poder da Natureza é infinito. Eu sou Natural...

quinta-feira, março 24, 2016

Miúda, esta gostava eu de ter escrito :)

Uma das minhas favoritas dos Guns
letra aqui

O poder da Natureza é infinito. Eu sou Natural...

Dos atentados

Angola no Sábado enterrou 500 pessoas, a não ser que fossem pedófilos, violadores ou pessoas que mal tratam animais, são mortes a lamentar, como todas as outras em nome de estados islâmicos ou " nome da fé".
O mundo não é um lugar estranho, nem está louco. Estranhas são as pessoas que o habitam e as acções que praticam. Não sabemos o que havemos de recear: se uma mochila esquecida em Entre Campos ou se o meu vizinho do lado, sempre sereno e calmo, não será uma mente perturbada a preparar uma bomba. Sim, estão em todo o lado e podem estar a ler isto. Não tenho medo de morrer, nem de fugir com os meus animais e o meu marido... mas para onde? Resta-me tentar levar a vida o mais rotineira possível. E sem fé alguma, sou agnóstica, não acredito em Deus, nunca acreditei.


O poder da Natureza é infinito. Eu sou Natural...

quarta-feira, março 23, 2016

Uber e cães para adoptar

Li algures no facebook que a Uber faz ponte de ligação entre animais e famílias que os queiram adoptar mas não tenham transporte. Que linda iniciativa...
O poder da Natureza é infinito. Eu sou Natural...

Euzinha que só visto

Acho giro as desocupadas dizerem que a história da minha vida é mentira... Gostava de saber se o dinheiro do meu pai incomoda a vaca da euzinha , uma merda de gente que cheira uma poia de bloga, se eu ter curso superior a incomoda ou se ela não poderá, sei lá, estar com falta de algo.
O poder da Natureza é infinito. Eu sou Natural...

Viagens (1994)

Uma das minhas favoritas O poder da Natureza é infinito. Eu sou Natural...

A vida e a morte

Este filme mostra a culpa de um irmão pela morte de outro.  Na verdade a sua vida pára por completo para, todos, os dias, "ver" o irmão que morreu num acidente de viação.
O ser humano culpa-se pela morte de alguém quando não tem, na verdade, culpa nenhuma, não é um distúrbio, acho eu. Um distúrbio é ser uma merda tão grande que nem culpa consegue sentir, aí eu sinto que há distúrbio.


Esclarecimento

O poder da Natureza é infinito. Eu sou Natural...

terça-feira, março 22, 2016

Jung sabe o que diz

Na faculdade estudei Jung, odiei na altura anos depois tive que ensinar  e  passei a gostar... No entanto acho-o tendencioso, hoje dei, de caras com esta frase e adoro. Porque detesto o termo "normal".
A "normalidade" não existe, em Portugal, Sá Carneiro, usou o termo para banalizar a sociedade, pois para mim, banal é a melhor alternativa.


O poder da Natureza é infinito. Eu sou Natural...

Nada

Hoje é aquele dia.
Aquele dia em que não vou fazer nada! Além das tarefas diárias da casa, não vou fazer nadinha sem ser o que me der na real gana, ao tempo que ansiava por um dia assim e com sol, sim porque a roupa tem que secar ...


O poder da Natureza é infinito. Eu sou Natural...

segunda-feira, março 21, 2016

No dia Mundial da Poesia - Baudelaire



Embriaga-te

Deve-se estar sempre bêbado. É a única questão.
A fim de não se sentir o fardo horrível do tempo, que parte tuas espáduas e te dobra sobre a terra.

É preciso te embriagares sem trégua.
Mas de quê? De vinho, de poesia ou de virtude?
A teu gosto, mas embriaga-te.

E se alguma vez sobre os degraus de um palácio, sobre a verde relva de uma vala, na sombria solidão de teu quarto, tu te encontrares com a embriaguez já minorada ou finda, peça ao vento, à vaga, à estrela, ao pássaro, ao relógio, a tudo aquilo que gira, a tudo aquilo que voa, a tudo aquilo que canta, a tudo aquilo que fala, a tudo aquilo que geme.

Pergunte que horas são. E o vento, a vaga, a estrela, o pássaro,
o relógio, te responderão. É hora de se embriagar!

Para não ser como os escravos martirizados pelo tempo, embriaga-te. Embriaga-te sem cessar.
De vinho, de poesia ou de virtude.
A teu gosto.


 BAUDELAIRE
O poder da Natureza é infinito. Eu sou Natural...

Suporta-se

O poder da Natureza é infinito. Eu sou Natural...

domingo, março 20, 2016

Por cada traço meu

E assim te lembras de mim, de um traço feito em mim, no peito onde dormiste, onde aconchegado passaste horas a falar de ti e eu ouvi. Tu que conheces cada marca do meu corpo, cada expressão minha, sabes que com cada cheiro e sabor se criam com cumplicidades, com partilhas e desejos.

O poder da Natureza é infinito. Eu sou Natural...
imagem minha sem permissão para qualquer partilha

Jerónimos PDR

O poder da Natureza é infinito. Eu sou Natural...
Uma das entradas
Pormenor dos jardins dos Jerónimos 
Meta da maratona que o meu marido está a correr 



sexta-feira, março 18, 2016

Eles afinal conseguem...

O poder da Natureza é infinito. Eu sou Natural...

De ver o nosso animal pela primeira vez

Vi agora um vídeo que mostra as reacções de pessoas a receberem animais como presente de Natal ou aniversário. Primeiro abrem a boca de surpresa depois nem conseguem segurar no bicho com a emoção e desfazem-se em lágrimas.
A primeira vez que me deram um cão, tinha 6 anos, o meu padrasto e a minha mãe iam todos os fins de semana dar uma volta a Vilamoura, nessa tarde eu tinha ficado a brincar com a minha vizinha e quando a minha mãe chegou pediu-me para ir ao carro.
Olhei para o carro, fechado e ficámos as duas ali, de repente, salta um cão d'água  preto para a chapeleira... e eu gritei:
"Mãe... é um cão!!!" Eu ria, eu chorava, eu apertava-o, o meu padrasto deu-lhe o nome de speed. O speed andava perdido em Vilamoura há semanas e a minha mãe decidiu dar-mo... Foi o meu primeiro cão, o meu primeiro desgosto canino mas a surpresa de o ver saltar dentro do carro e saber que era para mim... Nunca sairá da minha cabeça.

O poder da Natureza é infinito. Eu sou Natural...

Lindo

A onda vista por dentro. Não é linda a natureza?
O poder da Natureza é infinito. Eu sou Natural...

quinta-feira, março 17, 2016

Das escolhas

Quando nos queixamos da vida e dizemos: "Ah, se me saísse o euro milhões, eu fazia e acontecia" , "os ricos é que sabem o que é viver"... Pensem, trocariam, a vossa experiência de vida, as vossas histórias, tão vossas, os vossos desgostos, amores, afectos, desamores... por outra história qualquer? 
Eu , não. Nem digo que mudaria algo, porque só agora tenho a maturidade que precisei em tempos e faço questão de viver com a idade que tenho, não vivo como uma criança de 8 anos e sei o que podia ter melhorado para hoje estar melhor.
Mas não trocaria as minhas escolhas e aprendizagens por mais nenhuma, até porque estamos cá para trocar experiências e aprender uns com os outros...

O poder da Natureza é infinito. Eu sou Natural...

quarta-feira, março 16, 2016

Da infância sem telemóvel

Eu tive uma destas! Mais alguém?



O poder da Natureza é infinito. Eu sou Natural...

OMG



O poder da Natureza é infinito. Eu sou Natural...

Visão dicotómica

Acredito na dualidade. Que para cada história existam 2 versões, que existam pontos de vista que até mudam com o tempo. Mas como se muda a forma de ver um tio-avô ao qual se confiavam 2 sobrinhas-netas de 8 e 9 anos e ele abusava delas?
Como é que mudamos de opinião e deixamos de querer ver um pedófilo morto? Não consigo, e nem quero, entender tal desvio, é macabro, é sombrio demais.

Eu, que nunca falo de política vou falar da presidente do Brasil, uma mulher, que se não tivesse guarda costas, já tinha sido assassinada numa qualquer esquina.  Essa mulher, que supostamente deve defender o povo brasileiro, vai hoje, por como seu ministro, outra besta: o antigo presidente. Que pontaria! Que timming! Quando Lula estava prestes a ser preso corrupção e lavagem de dinheiro, ganha a imunidade ao ser ministro do actual governo. A culpa é da presidente, não dele.
Como é que se diz que ela dignifica o cargo onde está?
Sabiam que o Brasil, sem corrupção, seria um dos melhores locais no mundo para se viver?

O poder da Natureza é infinito. Eu sou Natural...

terça-feira, março 15, 2016

Dos meus textos

Existem blogs com poesias sublimes, poetas com poesias sublimes, o meu, desgraçado blog, tem textos, prosas, sublimes, como este:



E sento-me no meio de um palco, brinco com os botões, armada em dj, ouço apenas aquilo que mexe comigo. Sim, sou daquelas que nunca ouve uma música até ao fim, nem mesmo as de Tiesto... Fecho os olhos e imagino as cabeçadas que vou dar e que estou a dar... Mas dali ninguém me arranca. Estou cá, no meu mundo, de olhos fechados, quem me observa, tem a minha essência a fazer strip-tease, a despir-me, é o que estou a fazer... Não me incomoda. Nem um pouco que ele apareça naquela altura, pois ali só eu conto...

Desvairo, sinto-me a levitar, rebusco o que mais existe de louco, de insano e de maroto em mim, ponho em mim, aquele, olhar... Aquele olhar negro, com cabelos em redor... Nada mais é necessário, basta o olhar, não o que tu possas ver mas aquele que eu sinto que me muda, que me faz pegar no telefone...

Batam palmas a mim, que mereço, que sou o meu mundo e o meu mundo consome-me, sinto que estou com aquele olhar que apreciam.

Da batida passo para a agressividade, e sim, tu, tu que me vês, do teu trono, aprecias com um ar sereno, o de sempre. O meu olhar brilhará para sempre, nunca serei um pãozinho sem sal, serei sempre um ar, um sabor, um toque de suave rosa e veneno mortal. O meio-termo assusta-me, é banal, é de massas, é o que todos querem e, igual às massas, tenho apenas uma coisa: um objectivo: ser feliz ou tentar...
O poder da Natureza é infinito. Eu sou Natural...


Definição de poesia:  Poesia é um género literário caracterizado pela composição em versos estruturados de forma harmoniosa. É uma manifestação de beleza e estética retratada pelo poeta em forma de palavras.

Definição de texto:  Texto é um conjunto de palavras e frases encadeadas que permitem interpretação e transmitem uma mensagem. É qualquer obra escrita em versão original e que constitui um livro ou um documento escrito. Um texto é uma unidade linguística de extensão superior à frase.aqui