sexta-feira, dezembro 09, 2016

Tu, não és tu

Quando não estás em mim, não és tu. Se não tens na tua roupa o meu cheiro, andas às voltas a tentar ver-me.
Não és tu quando eu não te amo, não te toco, não te gemo ao ouvido que quero mais e com mais força.
Que és único, tu não és tu quando a minha voz te falha, quando não ouves aqueles pormenores nossos, teus e meus, que se tornam dos dois... Tudo se torna dos dois quando tu és tu e eu sou plena em ti .
imagem minha , proibida qualquer partilha



Sou uma força da natureza, não tentes destruir - me...

5 comentários:

  1. Quando dois seres se fundem..e se transformam..em um.. :)))
    Beijos

    ResponderEliminar
  2. Rise up this mornin'
    Smile with the risin' sun
    Three little birds
    Pitch by my doorstep
    Singin' sweet songs
    Of melodies pure & true

    –Marley–

    ResponderEliminar

Odeio as almas estreitas, sem bálsamo e sem veneno, feitas sem nada de bondade e sem nada de maldade. Nietzsche
Debita aqui algum bálsamo.