sábado, dezembro 31, 2016

Feliz Ano Novo



Sou uma força da natureza, não tentes destruir - me...

Está quase



Sou uma força da natureza, não tentes destruir - me...

...






Sou uma força da natureza, não tentes destruir - me...

3



Sou uma força da natureza, não tentes destruir - me...

...




Sou uma força da natureza, não tentes destruir - me...

2





Sou uma força da natureza, não tentes destruir - me...

Passado

Como sou uma gaja que diz o que pensa, todos sabem como foi o meu ano.
Alguns sabem mais que outros, a verdade é que o que surgiu no Verão acabou.
Segunda começa um desfio que daqui a um ano , espero dar-vos o resultado. 2017 vai ser trabalhoso, duro emocionalmente mas nada a que não se sobreviva.
Aos meus, que os amo, vou amar como sempre, a vocês de quem sou amiga, contem sempre comigo, aos que não gosto, vou continuar a destilar veneno, e estou-me nas tintas se vos incomoda ou não, tirem-me do feedly.
Eu não vos tenho lá.
Agora vou receber o meu Pinko que foi fazer uma prova a Lisboa e diz que não gostou de subir a Avenida Liberdade, não quer ser atleta? Ora bem...


Sou uma força da natureza, não tentes destruir - me...

Sim, 2016 foi um ano em grande para ti

Para seres a merda que sempre foste, guiada pelo teu pai nesses caminhos.

 O post que queria repetir, seria nada mais nada menos este em que esfrego no focinho de alguém que a qualquer altura do mês -posso estar a fazê-lo neste exacto momento, quem sabe?-, tenho disponibilidade financeira para comprar cremes de mil euros. E quem diz cremes, diz outra coisa qualquer, deixem a imaginação voar.

Conheces os termos: doar, ajudar o próximo? 
diz lá... não ouvi... Ah, o teu umbigo... 



Uma ideia para mostrares , à partida, o quão fútil és


Sou uma força da natureza, não tentes destruir - me...

Spartacus

Sou uma força da natureza, não tentes destruir - me...

1



Sou uma força da natureza, não tentes destruir - me...

Metanoia

A malta que tem a mania que se encontra o sinónimo no meu escritor favorito (Pedro Paixão)  ou em grandes pensadores e escritores e em psiquiatras...
Pois a moda é dar esse nome à crise existencial que existe desde cagões existem

Please, abram a revista Happy de dezembro (pág. 64), reduzam-se à vossa insignificância e saiam da escuridão... Olha... se calhar o Sol queima-vos...

Sou uma força da natureza, não tentes destruir - me...

sexta-feira, dezembro 30, 2016

Parabéns Vespinha

A Vespa, faz hoje anos. Teve 2 meninas este ano, foi um grande ano para ela.  É uma grande pessoa, lutadora, conselheira e muito pacífica.
Parabéns Vespinha.


Sou uma força da natureza, não tentes destruir - me...

Quem vai pôr música amanhã cá em casa




Sou uma força da natureza, não tentes destruir - me...

Olho-te

Sou uma força da natureza, não tentes destruir - me...

quinta-feira, dezembro 29, 2016

Happy

Ora aí está um estado em que devemos sempre estar
serenos, decotados e  ... boca aberta



Sou uma força da natureza, não tentes destruir - me...

Da infopédia

 
anonimato
a.no.ni.ma.toɐnuniˈmatu
nome masculino

1. qualidade ou estado do que é anónimo
2. ausência de identificação; ocultação
3. hábito ou método de escrever sem assinar
4. figurado ausência de notoriedade, desconhecimento, obscuridade                 

 "Só serve aos outros aquilo que eles queiram aceitar"

Sou uma força da natureza, não tentes destruir - me...

Seríamos felizes...

Mustang Shelby GT500CR


Sou uma força da natureza, não tentes destruir - me...

Porquê?

Sou uma força da natureza, não tentes destruir - me...

quarta-feira, dezembro 28, 2016

Vingar é isto...

Sou uma força da natureza, não tentes destruir - me...

Quando a hater insulta outra pessoa e se esquece de uns pormenores







E o que eu tenho gravado no meu telefone, e no meu pc, é uma conversa entre a minha pessoa e o teu ex amigo e ex amigo colorido em que ele afirma categoricamente que lhe disseste que ias manter o blog por minha causa, para gozar comigo. 
Tinhas um blog às moscas (como continua) e podes até nem apagar blogs mas consegues, em conjunto com restantes seres, ter 10 posts seguidos sobre mim num mês... Realmente as pessoas respondem pelas suas ações e tu perdeste um amigo quando lhe pediste para ver o meu blog, a "ver se ele me conhecia" . Não conhecia, fez a tua vontade, depois pediu desculpa e ficou do meu lado. 
Porque metes tu pessoas para te defenderes pá?
Sou uma força da natureza, não tentes destruir - me...

Coisar


Então e quando alguém vos pede "aquela coisa" que está na gavetas "das coisas" perto do "coiso", ""uma coisa pequena"
A minha ex sogra fazia isto, não sei se era um teste mental ao conhecimento da casa, mas todos gritavam REPETE EM PORTUGUÊS

Sou uma força da natureza, não tentes destruir - me...

...

Sou uma força da natureza, não tentes destruir - me...

segunda-feira, dezembro 26, 2016

Outra vez?

Este país, e o mundo, assiste a um empobrecimento no mundo artístico mais uma vez. Descansa em paz...

53 anos...


Sou uma força da natureza, não tentes destruir - me...

Bom dia

Sou uma força da natureza, não tentes destruir - me...

domingo, dezembro 25, 2016

O meu Pinko, sabe cozinhar ou não?

As entradas feitas por ele...
Coroa de paio e queijo 

Adicionar legenda


Sou uma força da natureza, não tentes destruir - me...

sábado, dezembro 24, 2016




Sou uma força da natureza, não tentes destruir - me...

Meio ano à espera

Meio ano.
Há meio ano a minha vida ficou com um vazio. Parou de uma certa forma. 
Hoje, tudo mudou , e não teve nada que ver com o facto de ser Natal, mas por existir quem dê a vida por mim.
Agora, tenho a certeza , 2017, vai ser de luta mas de objetivos a alcançar!


Sou uma força da natureza, não tentes destruir - me...

sexta-feira, dezembro 23, 2016

Natal para os que eu amo e que me gostam


Todos vós, um pouco de cada um de vós , de cada blog, tem um canto no meu coração e por isso eu  não vos desejo um feliz natal mas sim que continuem como são, que continuem a lutar um bocadinho todos dos dias para serem melhores filhos, pais, mães, madrastas, amigos, irmãos e pessoas. Que matem saudades daquele abraço que está fora, que mostrem que sabem amar, comidinha , na mesa, risadas e que ... assim o seja todos os dias, se é quando o homem quer, eu vos desejo assim todo o ano. Um beijo especial À Maria, Luísa e Mafalda, filhas da Vespa e da Miss Moi que nasceram este ano e que vão ter a melhor das educações, tenho a certeza...

A mim desejo que o meu pai não dedique tanto tempo à Igreja na qual é Bispo

Sou uma força da natureza, não tentes destruir - me...

quinta-feira, dezembro 22, 2016

Votos de Natal para as haters e familiares mortos ou vivos




Sou uma força da natureza, não tentes destruir - me...

Verdade...

Sou uma força da natureza, não tentes destruir - me...

Não mexas com o meu silêncio

 O destino, que no fundo, somos nós que o criamos (na minha opinião), prega-nos partidas. Imensas.
Devíamos estar calados enquanto uma filha de 6 anos faz radioterapia e estamos na net a chamar nomes a outras pessoas.

Sou uma força da natureza, não tentes destruir - me...

Paciência...

Sou uma força da natureza, não tentes destruir - me...

quarta-feira, dezembro 21, 2016

Blogs&Natal

Não há hipocrisia nenhuma quando eu  envio uma recordação de Natal, este ano da blogosfera, enviei a 2 pessoas (embora o WOLF saiba que o meu coração é dele e serei sempre aquele amiga que o ama), uma porque precisa de umas palavras de ânimo, outra, o meu soulamte, porque o quis agradar, dado o seu apoio e criticas construtivas à minha pessoa.

Coisas simples, como "bom fim de semana " e "beijinhos" não são hipocrisia neste blog, sabem que sou tão delicada como um coice de mula mas todos sabem vos adoro e que contam comigo.

A Miúda hoje foi parar à árvore de Natal cá de casa e que os gatos te conservem lá até dia 6 de janeiro. É uma das pessoas que melhor me aceita, diga eu que fui puta ou freira. O que lhe interessa é o que eu lhe dou. E dou-lhe, na medida do possível, gratidão, apoio, alguns conselhos e se ela precisar de dinheiro porque fica desempregada, será pouco mas empresto. Porque isto são blogs mas com pessoas atrás de um monitor (e não rebanhos)



Sou uma força da natureza, não tentes destruir - me...

Oh yeah



 Caos.
Para quê?
Por que motivo temos que estar sempre na escuridão? Não temos, existem pessoas que gostam de se vitimizar e dizer que a noite é a tristeza e afins, se estão deprimidas, só têm uma coisa a fazer: procurara ajuda.
Quem promove o caos por ser um "local" agradável que educação dá a uma criança, é como plantar algo num solo arenoso. Temos tantas mortes, tantas más notícias, tanta hipocrisia no Natal, que se viva num termo com luz , que faz bem ao cérebro, que não se provoque a isolação, não há nada pior do que não se ter ninguém, porra e que se calem os juízes sem diploma.

Sou uma força da natureza, não tentes destruir - me...

Bom dia...

Sou uma força da natureza, não tentes destruir - me...

terça-feira, dezembro 20, 2016

Cabrosas (cabras cor de rosa)

Amigos, leitores, anónimos cabrões e anónimos fofos, indiquem e justifiquem a seguinte frase:
EU ESCREVO TODO O ANO NUM BLOG QUE ATÉ TEM UMA INDICAÇÃO DOS DIAS DOS POSTS E MESES.
MAS , EM DEZEMBRO, TODOS OS DIAS FAÇO UM POST A LEMBRAR AO MEU REBANHO DE LEITORAS OTÁRIAS, O QUE ESCREVI DE JANEIRO A NOVEMBRO.

E ATÉ DE 2006

REPAREM



Depois expliquem...

Resultado de imagem para cabra cor de rosa
Um dos membros do rebanho, daqueles que se insulta com uma notícia de há 2 meses atrás.


Sou uma força da natureza, não tentes destruir - me...

Preço das roupas? Tão importante como o preço dos cremes!



 “Não é a aparência, é a essência. Não é o dinheiro, é a educação. Não é a roupa, é a classe.”
Coco Chanel

Os valores estão tão distorcidos ultimamente, que muitos confundem o que se vê com o que se é, atrelando as aparências à verdade, o que não corresponde à realidade dos fatos. Perdeu-se a capacidade de olhar para além do que está materializado ali na frente, como se a perfumaria fosse capaz de mostrar a essência, como se asseio e materialidade pomposa pudesse ser aquilo que define as pessoas.
Na verdade, a elegância está em extinção, algo raro, difícil de se encontrar. Não se trata, aqui, da elegância por si só, visível e materializada pelas roupas de grife ou pelo carro do ano, mas da forma como tratamos o semelhante, como nos comportamos diante da vida, em tudo de bom e de ruim que ela traz. Pessoas elegantes podem se vestir humildemente, pois jamais perdem a classe, que é nada menos do que essência humana.
(…)
Infelizmente, essa confusão entre aparência e essência acaba muitas vezes nos afastando de encontros mágicos, incapazes que ficamos de nos demorar junto às pessoas, para reconhecer o que existe de verdadeiro em cada uma delas. A pressa em obter aquilo que podemos pagar e pegar infelizmente nos impede de perceber que o que teremos de mais bonito e essencial em nossas vidas e que nos eternizará nos corações que nos amam com sinceridade é tudo aquilo que dinheiro algum paga, pois não tem preço: as mãos entrelaçadas, o importar-se, o olhar que vai e volta, os beijos roubados, sorrisos rasgados, o gozo sincero, o ser, inteiro, de corpo e alma.


Sou uma força da natureza, não tentes destruir - me...

Bom dia

Sou uma força da natureza, não tentes destruir - me...

segunda-feira, dezembro 19, 2016

Uma das séries que mais gostei até hoje

Spartacus



 O primeiro actor escolhido, faleceu mas conseguiu, apesar das dores, terminar a primeira temporada.
Acho que o segundo Spartacus fez um ótimo trabalho.
Sou uma força da natureza, não tentes destruir - me...

Pedro Paixão



Autobiografia
Acordar de noite. Não sentir a dor. Ficar quieto. À espera da dor. Respirar devagar. Abrir os olhos. Primeiro um, depois o outro. Fechar os olhos devagar. À espera da dor. Tu a chegares e depois a partires, a ires e a vires, a nunca ficares. Acordar de noite. A meio da noite.
Ninguém a teu lado. Um braço, uma cabeça, um colo. Sem te mexeres. Não vale a pena. Ninguém a teu lado. Um braço, um sopro, um gesto. Ficar quieto. Não vale a pena mexer o teu corpo, como se fosse o teu. Ali a meio da noite. À espera da dor. Enquanto não vem, a pensar que não vem, que não há-de vir, melhor assim. Que vens e vais e nunca chegas para ficar, nem a partir. Não vale a pena esperar. Pelo menos esta noite a dor não vem. Sorrir. Abrir os olhos devagar. Primeiro um, depois o outro. Continuar a sorrir. Até a luz chegar. Até chegar. Continuar a sorrir. Até a doer voltar.




Sou uma força da natureza, não tentes destruir - me...