sexta-feira, novembro 18, 2016

O complexo do directo... Eu, eu e eu

Estar no palco não é simples.
Pergunto-me se no "meu" Monte Olimpo será mais fácil?
Fácil?
 Nada fácil. 
Ser um deus grego exige perfeição, exige estar na palma das mãos de alguém.
Ou...
 Tu..
 Tuu aí que me assistes, estás na palma da minha mão tal como um DJ prende uma multidão, eu prendo-te como se fosses um X como  valor para descobrir por uma fração...
Grito.
 Grito muito.
 É essa a real forma de verem que existe aqui alguém que odeia o mundo em que vive?
Grande Constantino, Grande Renascimento, depois disso o que restou para criar?
 Eu.

Sou uma força da natureza, não tentes destruir - me...

9 comentários:

  1. "corajosa" Gostei do que li. :)

    Beijoos
    Bom fim de semana e tudo de bom.

    ResponderEliminar
  2. UM..DOIS...TRÊS..acção....luzes..e pronto...
    O segredo...é saber estar no equílibrio...
    Pink...adorei...ler-te...mas isso já tu sabes que ..gosto... :))))
    Beijos-te...

    ResponderEliminar
  3. Por favor, não grites tanto que me entopes os ouvidos..
    não precisas de gritar, eu oiço-te bem.
    Ok?
    Bom é saber estar no EQUILÍBRIO INSTÁVEL...
    fiz-me ouvir?

    Grande Constantino... Grande Renascimento...
    ganda moka, Poison.

    Beijos chorudos
    tristan

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Outros tantos (mil) beijos Tristan :)

      Eliminar
  4. Eu não sou um oráculo, mas digo:
    És deliciosamente afoita, corajosa e deliciosa...
    O mais eu não digo!!!!!

    ResponderEliminar

Odeio as almas estreitas, sem bálsamo e sem veneno, feitas sem nada de bondade e sem nada de maldade. Nietzsche
Debita aqui algum bálsamo.