sexta-feira, julho 29, 2016

Um debate ou uma verdade?


Acabei de ir a  ,mais um, aniversário, falei com uma rapariga, que durante 10, DEZ anos trabalhou e estudou para ajudar a mãe viúva a cuidar dos irmãos um deles com deficiência grave. Conheço bem a escola onde o tentaram inserir e se eu soubesse que uma direcção camuflava que uma criança com a deficiência dele partia janelas e agredia outras , apenas porque queria investir em novos equipamentos e não nos alunos, chegando a ter um acamado nas salas de aula... Começava a denunciar pela hierarquia toda, nem que chegasse a Bruxelas. 
Hoje comprei a Happy, não a compro muitas vezes no entanto cada vez que a compro encontro algo muito interessante: 5 ou 6 páginas acerca de viver com alguém com tendências suicidas e cair no mesmo por arrasto (desgaste emocional).
De seguida uma página de biquinis e cremes... Que interessa isso ? Será que não podemos ser minimalistas até na forma de pensar? Pensar em dar o que temos, se lavamos sanitas, que sejam as mais brilhantes e cheirosas, se estamos atrás de um balcão que o nosso sorriso seja o melhor para os clientes, se somos técnicos especializados, que sejamos bons a aplicar os conhecimentos. 
Francamente, gozam-me por ter 2 cursos superiores? Mais um de estética? Por ter sido bancária? Por ter treinado Krav Magá? Então mas eu nasci para vir cá ver a bola e pôr cremes de 200, 100, 300€ no corpo? 
Não, estou cá para amar, quem e me faz mal, recebe o que me dá mas de uma outra forma, ou dez vezes pior ou nem ligo, directo para Ministério Público, peixeiradas não são o meu forte, estalos a menores muito menos. 
Este Verão (Agosto )talvez vá fazer voluntariado numa Associação que acolhe crianças sexualmente abusadas. Só me vai fazer bem, crescer. 
Deixemos os homossexuais ser felizes, os casais (casais mesmo) com diferentes idades serem felizes, não traiam, acabem em paz, haja diálogo. 
Não se magoem, ajudem-se.


O que quero, quando eu quero, aceitas?

3 comentários:

  1. O mal e as pessoas simplesmente não deixarem nada acontecer naturalmente.

    ResponderEliminar
  2. O mundo seria melhor se tivéssemos tua visão de paz!!!!

    ResponderEliminar
  3. Uma série de bons conselhos dados pela nossa querida Pink! É mesmo para serem levados em linha de conta ;) E gosto muito dessa ideia do voluntariado com crianças abusadas sexualmente. Tu és isto, pronto!

    ResponderEliminar

Odeio as almas estreitas, sem bálsamo e sem veneno, feitas sem nada de bondade e sem nada de maldade. Nietzsche
Debita aqui algum bálsamo.