sábado, julho 30, 2016

Paradise

 Cada nota de música é um empurrão para sairmos do marasmo onde nos encontramos. Fazer barulho, partir louça, sentir cada mas cada batida como se de o nosso coração se tratasse.
Cada um. Cada Coração. Cada fechar de olhos...
Cada tempo dado. Cada maravilha perdida.



O que quero, quando eu quero, aceitas?

1 comentário:

  1. Ahhhh amiga.. entre os barulhos... o do mar e da música são meus favoritos!!!

    ResponderEliminar

Odeio as almas estreitas, sem bálsamo e sem veneno, feitas sem nada de bondade e sem nada de maldade. Nietzsche
Debita aqui algum bálsamo.