quarta-feira, julho 20, 2016

Inside out

O que quero, quando eu quero, aceitas?

8 comentários:

  1. Nem todos são comuns por fora, há mulheres e homems excecionalmente belos, mas nada disso tem importância se por dentro viver uma pessoa seca, por dentro é que conta, de facto ;)

    ResponderEliminar
  2. TAMBÉM NÃO COSTUMO CHAMAR DE PUTA SEM QUE ALGUÉM O SEJA. QUE É O TEU CASO. CHAMO-TE PORQUE O ÉS. E DAS MAIS RASCAS NÉ VERO?

    ResponderEliminar
  3. Conheço pessoas que mandam energias negativas tão horríveis que é insuportável estar perto delas. Tu dizes que tens uma unhas encravada, elas dizem que têm 10. Beijo

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu então tenho uma colega de trabalho que é tão feia por fora como por dentro, ao menos não engana ninguém lololol

      Eliminar
  4. Beleza interior, nem toda a gente tem o dom de a poder ver.

    ResponderEliminar
  5. É uma realidade, somos comuns por fora, mostramos apenas o cartão de visitas, mas o que somos mesmo, está lá no íntimo. Muitas vezes é algo tão profundo que não deixamos escapar e passa despercebido aos olhos alheios, mas tudo é possível e as atitudes, muito mais do que as palavras são capazes de fazer transparecer o que somos realmente!
    Concordo com a Miuda, muios não possuem olhos para ver e se enganam com as aparências!
    BJOS

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Basta olharmos um pouco mais, digo eu... Eu sempre disse isto: Ninguém é odiado por toda a gente. Mesmo pessoas que eu possa dizer que "todos detestam" , essas pessoas Têm família e amigos...

      Eliminar

Odeio as almas estreitas, sem bálsamo e sem veneno, feitas sem nada de bondade e sem nada de maldade. Nietzsche
Debita aqui algum bálsamo.