segunda-feira, junho 27, 2016

Quem se habilita?



O fato é que eu concordo com o conceito do Arruda sobre gostar de mulher. Não basta ser heterossexual, o machão latino. Para gostar de verdade de uma mulher são necessários outros requisitos que são raros. Por isso a mulherada anda tão insatisfeita. Sensibilidade é fundamental. Paciência também. O homem que não tem paciência para escutar a necessidade que a mulher tem de falar, ou sensibilidade para cativá-la a cada dia não gosta de mulher. Pode gostar de sexo com mulher. O que é bem diferente. Gostar de mulher é algo além, é penetrar em seu universo, se deliciar com o modo com que ela conta todo o seu dia, minuto por minuto, quando chega do trabalho. Ficar admirando seu corpo, ser um verdadeiro devoto do corpo feminino, as curvas, o cabelo, seios. Mas também cultuar a sagacidade feminina, sua intuição, admirar seu sorriso que é muito mais espontâneo que o nosso. Gostar de mulher é querer fazer a mulher feliz. Levar flores no trabalho sem nenhum motivo a não ser o de ver seu sorriso. É escutar pacientemente todas as queixas da chefa rabugenta, que provavelmente é assim porque seu homem não gosta de mulher. O homem que gosta de mulher não está preocupado em quantas mulheres ele comeu durante a vida, mas sim com a qualidade do sexo que teve. Quantas mulheres ele realizou sexualmente, fazendo-as se sentirem desejadas, amadas, únicas, deusas, na cama e na vida. O homem que gosta de mulher não come mulher. Ele penetra não só no corpo, mas na alma, respirando, sentindo, amando cada pedacinho do corpo, e, é claro, da personalidade. "Para viver um grande amor é necessário ser de sua dama por inteiro", afirmou Vinícius de Morais no poema "Para viver um grande amor". Para amar verdadeiramente uma mulher o homem deve ser totalmente fiel, amá-la até a raiz dos cabelos. Admirá-la, se deixar apaixonar todo dia pelo seu sorriso ao despertar e principalmente conquistá-la, seduzi-la, como se fosse a primeira vez. O homem que não tem paciência, nem tesão, nem competência para lhe seduzir várias e várias vezes, esse, minha amiga, não se iluda, não gosta nem um pouco de mulher. Conquistar o corpo e a alma de uma mulher é algo tão gratificante que tem que ser tentado várias vezes. Só que alguns homens, os que não gostam de mulher, querem conquistar várias mulheres. Os que gostamos de mulher é que conquistamos várias vezes a mesma mulher. E isso nos gratifica, nos fortalece e nos dá uma nova dimensão. A dimensão da poesia, do amor e em última instância do impenetrável universo feminino. Mas atenção amigos que gostam de mulher: gostar de mulher e penetrar em seu universo não é torná-las cativas e sim libertá-las, admirá-las em sua insuperável liberdade. Como se vê, gostar de comer mulher é fácil. Agora gostar de mulher é dificílimo. Precisa ser macho de verdade para isso. Quem se habilita?

Arnaldo Jabor, jornalista brasileiro


Sou o que quiseres... quando eu quiser.

16 comentários:

  1. Texto irrepreensível.....!!!
    Texto admiravelmente contextualizado (parece trocadilho mas não é)...
    Gostar de mulher é uma arte...é uma verdadeira arte....
    Post nota mil. Não um milhão.
    Só mesmo aqui para ler isso postado!!!!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Tenho que procurar mais coisas dele.

      Eliminar
    2. Divirta-se!

      http://pensador.uol.com.br/autor/arnaldo_jabor/

      Eliminar
  2. Eu sou fiél ... demasiadamente fiél

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Serás? Acho que sim e combina com a tua postura. Beijinhos

      Eliminar
  3. Jabor é um grande cronista, sabe ser sucinto e preciso.
    Porém, vou discordar do nosso querido escrito, quando afirma que "... gostar de mulher é dificílimo. Precisa ser macho de verdade para isso."
    Nem sempre, nem sempre, há fêmeas que amam outras fêmeas!
    BJOS

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Penso que ele respondeu referia a ter coragem e atitude e isso qualquer mulher que ame outra também precisa ter.

      Eliminar
    2. Eu digo, por exepiencia própria, tem que ter muito mais!
      BJOS

      Eliminar
    3. Acredito deusa, tens ainda a luta do preconceito...

      Eliminar
    4. Acredito deusa, tens ainda a luta do preconceito...

      Eliminar
  4. Yah, é necessário isso tudo e no fim ficar feliz com um par de coices.

    ResponderEliminar
  5. E não é que há gajos que sabem entender as mulheres melhor que as próprias mulheres? Aproveitem os que pensam assim. São bichos em vias de extinção... Ou direi antes que ainda não se encontram muitos destes?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Verdade, existem alguns santos desses por aí...

      Eliminar
  6. Há raros, mas ainda acredito que existam :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Também acredito nisso e tem que existir uma mulher em condições para que ele se mostre...

      Eliminar

Odeio as almas estreitas, sem bálsamo e sem veneno, feitas sem nada de bondade e sem nada de maldade. Nietzsche
Debita aqui algum bálsamo.