segunda-feira, junho 27, 2016

Ontem de manhã

Ontem foi assim, deitados na relva depois de uma caminhada solidária.
Sabe-me cada vez melhor levantar-me cedo para caminhar ou trabalhar... 




Sou o que quiseres... quando eu quiser.

15 comentários:

  1. Bom dia

    Onde estás que não te vejo???

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Deitada, não vês a pontinha do meu pé? 😁

      Eliminar
  2. Conte-nos mais menina!!!
    Isso e Lisboa (um parque algo assim???)?
    Cidade linda, dia de sol... belas fotos!!!!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Belém, tem ali muita relva (grama) para se estar perto do rio.

      Eliminar
  3. Boa tarde
    Um espaço fantástico e fresco, para passar bons momentos. Muito saudável!

    Beijoos
    Anjinha Sexy

    Visite: Prazeres e Carinhos Sexuais

    ResponderEliminar
  4. Hoje levantei-me antes das 7 e já andei mais de 12 Km.
    Chega? :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Sim... Chega quando o meu gajo faz 20 a correr, eu fico tonta...

      Eliminar
    2. Mas levantei-me mais cedo :P

      Eliminar
    3. Eu não tenho a idade do teu gajo, olha o caraças... eheheh

      Eliminar
    4. Sim de facto, ele refila muito menos que tu ihihih

      Eliminar
    5. Isso não tem a ver com a idade. Tem mais a ver com a personalidade de cada um.
      A mim salta-me a tampa antes de a água começar a ferver. eheheheh

      Eliminar
  5. Já faz algum tempo que ando preguiçosa, mas costumava levantar cedo e correr uns 10km. Depois que tive um problema na perna, acostumei a levantar mais tarde e isso vicia!
    BJOS

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Tudo vicia, eu no Verão passado não aceitava a ideia de estar no activo antes das 13H... Mas agora estou assim, são influências do homem, desde que começou a fazer maratonas e trails, levanta-se muito cedo ao fds para ir andar e correr, passear o cão na praia sem incomodar ninguém... Esses pequenos nadas que nos fazem felizes :)

      Eliminar

Odeio as almas estreitas, sem bálsamo e sem veneno, feitas sem nada de bondade e sem nada de maldade. Nietzsche
Debita aqui algum bálsamo.