quinta-feira, abril 28, 2016

Affffff


Era isso tudo


Sou o que quiseres... quando eu quiser.

2 comentários:

  1. Então, Pink, o que é feito da sua palavra? Disse-me que não voltaria a meter-se comigo e já é o segundo post que me dedica em dois dias.
    Um primeiro, absolutamente confrangedor, onde revela apenas ignorância e uma vontade de criticar só porque sim.
    Acabou por ter de apagar o post, mas não se livrou do vexame que foi, em primeiro lugar, tê-lo publicado. É que não fui só eu que o vi, foram também os seus leitores e amigos.
    Não contente, foi procurar um comentário meu com um erro. Era fundamental provar que dou erros, a sua convalescença dependia disso. E numa atitude infantil faz um post, orgulhosa, nhanhanhanhanha, apanhei-te.
    Dou muitos erros, Pink, a grande maioria são gralhas, erros de digitação, como é o caso que mostra. É feio, apenas isso. Não tão feio como não saber pontuar, atropelar a gramática e ortografia post sim, post não é, ainda assim, ficar feliz porque descobriu uma gralha num comentário alheio. É fácil apontar os erros dos outros quando ignoramos os próprios erros. Cada um é feliz com o que é. Eu fico feliz quando nos apontam, sempre é uma forma de ficar alerta e tentar não os repetir. Fico feliz também por lhe proporcionar momentos de felicidade. Força, nem precisa de ser esforçar muito na procura, a net está cheia de comentários meus com erros e gralhas.

    ResponderEliminar
  2. O comentário que deixei antes tem duas gralhas ou erros, como lhes queira chamar. Aproveite e faça mais dois posts.

    ResponderEliminar

Odeio as almas estreitas, sem bálsamo e sem veneno, feitas sem nada de bondade e sem nada de maldade. Nietzsche
Debita aqui algum bálsamo.