sábado, março 12, 2016

Extremos

 

Existe a barreira ente o dia e a noite. A água e o vinho, a loucura e a sanidade... Tantas barreiras que não passam de linhas ténues que nos confrontam todos os dias, em momentos que não queríamos o confronto e não existe esquiva possível.
Existe um mundo que parece perfeito e, como alguém diz, a realidade na qual vivemos é criada por nós... Via isto como: se sorrirmos para o mundo, o mundo sorri para nós.
Nada é tão linear, não é tão fácil de criar e mudar porque os outros não se mudam, moldam-se ou nós nos moldamos a eles... E eu que me recuso a moldar?
Por ser eu?
Por ser louca como os "pré-conceituados" desta nossa tão mal concebida sociedade, dizem?
O mundo mudou?
É isto construir uma realidade?
Então quero construir uma realidade mas não forçando ninguém a ficar nela...
Realidades várias foram criadas, no meio de tantos pensamentos e bloqueios e modos de estar, comigo lá inserida sem saber...
A minha realidade: Incondicionalidades
Aceitação
Poucos sorrisos
Palavras cruas, nuas e directas como uma seta ao coração
Mais acções
Mais abraços
Mais força de vontade.
Eu, não posso ser mais directa e dona de mim, já sou um furacão como alguém me chama.


O poder da Natureza é infinito. Eu sou Natural...

4 comentários:

  1. um furacão...ou uma protecção!
    Hum...

    ResponderEliminar
  2. Já me chamaram de porto seguro também, depende do ponto de vista e do meu estado de espírito. beijinho

    ResponderEliminar
  3. Achas PDR, expresso o que penso :) Beijos amigo!

    ResponderEliminar

Odeio as almas estreitas, sem bálsamo e sem veneno, feitas sem nada de bondade e sem nada de maldade. Nietzsche
Debita aqui algum bálsamo.