quarta-feira, fevereiro 03, 2016

Amo-te (retirado do facebook)

não sei amar levemente
amo com intensidade
amo com todas as minhas forças
amo inteira
amo de corpo e alma
não sei amar sem consequências
entrego-me por completo ao amor
entrego-me ao desejo
entrego-me às fantasias
entrego-me nos teus braços
não sei amar levianamente
abreviadamente, ligeiramente
amo apaixonadamente
ardentemente, desatinadamente
amo
amo muito
amo sempre

(encontrei numa página do facebook, qualquer crédito que seja pedido pelo real autor do texto em comentário assinado, será dado)
Não sou superior, supero-me.

Sem comentários:

Enviar um comentário

Odeio as almas estreitas, sem bálsamo e sem veneno, feitas sem nada de bondade e sem nada de maldade. Nietzsche
Debita aqui algum bálsamo.