quinta-feira, janeiro 07, 2016

Fui Nevoeiro

Fui nevoeiro. Lutei ao invés de me acomodar.
Agora consigo pairar sob cabeças feias e vazias e percebo que devia ser nevoeiro há mais tempo.
Vou ao Monte Olimpo, ver Deuses, ver cultura, ver descobertas. Vou ver quem é real, quem não mente, quem pensa por existir. Sou nevoeiro para ver razões, razões para traições, enganos, mentiras, roubos...

Não sou superior, supero-me.

3 comentários:

  1. Nem todas as cabeças sobre as quais pairas são feias e vazias... Por exemplo, pairas sobre mim, e está cabeça é adornada por uma quantidade insana de inspiração brotada de ti... E isso é tudo menos feio e vazio... :)

    Beijo e sorriso, entre as brumas.

    ResponderEliminar
  2. Sim querido, nem tudo é sempre feio e traidor, talvez este texto aponte para um momento, uma alma específica... que não tu.. Um beijo

    ResponderEliminar
  3. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderEliminar

Odeio as almas estreitas, sem bálsamo e sem veneno, feitas sem nada de bondade e sem nada de maldade. Nietzsche
Debita aqui algum bálsamo.