sexta-feira, dezembro 18, 2015

Tecnologias, cada macaco no seu galho

Sou a favor das tecnologias, facilitam-nos a vida.
Mas não sou a favor de um telefone, substituir máquina de filmar, mp3, máquinas fotográficas (digitais ou analógicas).
Penso que as empresas , ao invés de criarem telefones cada vez mais elaborados na câmara, nos efeitos, etc, devia melhorar a comunicação, a durabilidade da bateria, não fazer telefones tão grandes.
Já tive vários smartphones, neste momento tenho este Asus  mas nunca me vou esquecer do meu telefone preferido de todos os tempos que, quando o comprei, era o mais avançado do mundo e como eu o achava lindo o NOKIA 8310
Nokia 8310
tenho 2 máquinas fotográficas que uso para fotografar, raramente uso o telefone, tenho saudades das boas máquinas de filmar que a Sony fazia e não tenho  internet no meu telefone, basta o tempo que uso a rede em computadores. E um I phod  de 80 gigas, mais um mp3 para ir adormecendo.
O despertador, confesso, uso o do telefone mas se me oferecessem um a condizer com a decoração do quarto (vermelho), usaria de bom grado.
As duas operadoras da qual sou cliente há 2 décadas estão a perder qualidade no serviço apoio ao cliente, concentrem-se nas comunicações: a Canon, Nikon, Fuji, Fujistu dão-nos boas máquinas. 
 AFINAL PARA QUÊ TANTA MARIQUICE?
Não sou superior, supero-me.

Sem comentários:

Enviar um comentário

Odeio as almas estreitas, sem bálsamo e sem veneno, feitas sem nada de bondade e sem nada de maldade. Nietzsche
Debita aqui algum bálsamo.