quinta-feira, novembro 12, 2015

Estupendo

 ESTUPENDO!
"Fechar a porta na cara de alguém que se ama, é das coisas mais difíceis que alguém pode fazer. Especialmente quando esse alguém sou eu, calçada nos meus sapatos, a espalhar a palavra do amor e a dizer que acredito que há pessoas que nasceram umas para as outras. Acho que a parte mais difícil de me desgrunhar do que vivi já passou. Imaginem-se colados a alguém com cola super três, e a força que se tem de fazer, a carne e a pele que vêem rasgadas, e a roupa que nunca mais fica igual, para se separar de alguém que se ama.
A parte mais difícil já passou, porque já sei que não és o homem da minha vida. Não podes ser. A vida tem de ter algo mais fascinante, mágico e barulhento do que um romance que acaba por vontade de terceiros.
Eu não posso viver uma história de amor contigo.
As histórias de amor são para ser vividas a dois, com carinho, respeito, compreender que há imprevistos, com confiança e empurrando todos os narizes que se tentam meter. 
O homem da minha vida acredita mais do que tudo na independência dele, deve estar apaixonado por alguém agora que lhe há de partir o coração, assim como fizeram com o meu, para um dia termos um motivo de rir e explicar o que nos empurrou um para o outro. É alto, quer ter uma profissão, e está a estudar para isso.
O quarto dos sonhos dele é como eu o quiser fazer, e vai querer viver numa vivenda aconchegada e bem decorada, em que ao domingo come-se pão com compota e vê-se filmes a preto e branco. E por mais ridículo que isto lhe soe, ele vai gostar, porque fui eu que imaginei assim.
Tu nunca podias ter sido o homem da minha vida. Embora te ame para tal.
Aproveitem as relações, amem tudo o que tenham para amar, não deixem ninguém meter-se demais, pais obsessivos, irmãos malucos, deixem tudo à borda do prato. Amem só aquela pessoa com quem se deitam. Quando virem que amam, mas que as coisas não têm rodas para andar, amem-se a vocês próprios. Imaginem-se no vosso mais pleno estado de felicidade, dentro dos vossos sonhos, com a pessoa que está ao vosso lado, a corresponder-se da mesma maneira, a viver esse estado, e também nos sonhos dela." 
Inês Alegre


Não sou superior, supero-me.

Sem comentários:

Enviar um comentário

Odeio as almas estreitas, sem bálsamo e sem veneno, feitas sem nada de bondade e sem nada de maldade. Nietzsche
Debita aqui algum bálsamo.