sexta-feira, maio 15, 2015

Hoje foi poucochinho

Hoje cortei relações com uma pessoa com apenas falava por mail, blogue ou telefone (2 vezes)... Trocámos centenas de mails, divertidos, sérios, ou apenas de bom dia.
Há 2 dias precisei dessa pessoa e perguntei se estava ocupada, como sempre perguntei, estava mesmo a precisar dessa pessoa , que muito friamente, sempre me acalmou com essa frieza que lhe é característica no sentido positivo.
Hoje descambei, chamei-lhe poucochinho, disse-lhe até nunca, porque foi o que ele foi naquele maldito dia. E como eu não sou de ir a blogues de pessoas de quem não falo, resta-me pensar que todos irão continuar a pensar que ele é supra sumo da razão.
E o meu lado da história, está cá para provar que ele é só um gajo que falha à grande. 

Não sou superior, supero-me.

Sem comentários:

Enviar um comentário

Odeio as almas estreitas, sem bálsamo e sem veneno, feitas sem nada de bondade e sem nada de maldade. Nietzsche
Debita aqui algum bálsamo.