quinta-feira, maio 07, 2015

As pessoas andam de marcha atrás

 As pessoas andaram para trás no sentido humano. Manifestações? Está lá tudo batido! Movimentos anti ou pró? Venham eles.
Mas e a solidariedade? Antigamente haviam 10 pessoas à mesa e cabia outra família se fosse preciso, já ninguém sabe fazer surpresas, mimos, pequenas lembranças a quem precise. Ou mesmo a quem não precise, pura e simplesmente a magia foi-se. Os sentimentos apagaram-se, as vontades sumiram-se bem como o pensar nos outros.
Pensar nos outros é importante, não por nos ficar bem, não para podermos inchar o peito a dizer que fizémos isto ou aquilo mas porque somos gente, somos todos gente e precisamos todos uns dos outros para cá andar. Sem falar na velha premissa: "Hoje tu, amanhã eu".

Não sou superior, supero-me.

Sem comentários:

Enviar um comentário

Odeio as almas estreitas, sem bálsamo e sem veneno, feitas sem nada de bondade e sem nada de maldade. Nietzsche
Debita aqui algum bálsamo.