domingo, maio 03, 2015

A culpa, minha não é

Feriado: dor aguda na zona da cintura e lá fui eu às urgências. Deixei o meu homem em casa para ele descansar e armei-me em independente... burra.
Ao chegar , faço logo a cara de desenterrada porque, na verdade, era assim que me sentia, eram 15h, prestaram atenção? 15h!!!
Triagem, 2 ben-u-ron , 4 horas de espera, médica, análise de urina, injeção,  hora de jantar da médica, resultado das análises: uma hora e meia, médica:
20:50...
LIXADA DA VIDA, "agora vá para casa, coma um caldinho"...
Meia -noite, dores outra vez.

Não sou superior, supero-me.

Sem comentários:

Enviar um comentário

Odeio as almas estreitas, sem bálsamo e sem veneno, feitas sem nada de bondade e sem nada de maldade. Nietzsche
Debita aqui algum bálsamo.