segunda-feira, março 23, 2015

Hoje voltei ao meu palco

Depois de algum tempo ausente, do mundo eu diria, voltei ao meu palco no Monte Olimpo. E lá estavas tu. Sempre à espera de ouvires uma melodia clássica ou Tiesto bem mandado. A verdade é que estou apenas no palco dos deuses em que mais acredito e hoje a minha melodia vai para Eles. Teria tantas perguntas para lhes fazer. Sobre como criaram a "minha" ciência, como foi na realidade, Spartacus existiu depois de vós? Enfim, hoje não estou para música , apenas olho , mais uma vez o meu trono cor-de-rosa que me aguarda.


Não sou superior, supero-me.

Sem comentários:

Enviar um comentário

Odeio as almas estreitas, sem bálsamo e sem veneno, feitas sem nada de bondade e sem nada de maldade. Nietzsche
Debita aqui algum bálsamo.