quarta-feira, abril 30, 2014

Os fins não são o que parecem

Há muita gente que pensa que um fim é um definitivo, até eu pensava assim, Mê DEUS, CRESCI!, mudei de ideias e  um fim é recomeço até com a mesma pessoa, até comigo.
Por isso, vivam os meus recomeços

Não sou superior, supero-me.

1 comentário:

  1. Vivam!!!
    Cada dia já é um novo recomeço ;)
    Beijoca
    Ps.: tenho andadado ausente, mas não esquecida

    ResponderEliminar

Odeio as almas estreitas, sem bálsamo e sem veneno, feitas sem nada de bondade e sem nada de maldade. Nietzsche
Debita aqui algum bálsamo.