sexta-feira, maio 24, 2013

Vergonha de portugal (p, minusculo)

Mais uma vez confirmo: tenho vergonha, não do governo deste país, não da crise, não te ter deixado de consumir alguns pequenos luxos porque o carro não anda a chantilly , tenho vergonha de ser portuguesa.
Continuamos a planear férias, a alugar casas no Algarve, no Norte e quiçá uma escapadela a outro país. Continuamos a ter internet em casa mesmo desempregados quando existem bibliotecas, casas da cultura e sítios com wi-fi para o sempre obrigatório portátil ou I-Phone. Quem não tem dinheiro não tem vícios, é frase que o nosso povo detesta ouvir mas depois fazem como o castelo branco, roubam café num supermercado, é que café nem é um bem primário. Que tristeza de mentalidade.

Não sou superior, supero-me.

quarta-feira, maio 22, 2013

Porque amam os poetas

Poetas que amam.
Expressam o amor de forma intensa, sugam as nossas pupilas para lermos os seus sentimentos.
O amor de um poeta é expressado como a Natureza; surge, é descrito como algo da ALMA, puro e sincero... Assim como um Bob Dylan sem qualquer pretensão em ter a voz perfeita canta "lay lady lay", como os dj's improvisam numa rave, a vida sente-se no outro, não há fronteiras para nos expressarmos
Porque amam os poetas? Porque todos amamos mas os poetas, esses, catalogados como viciados em ópio, sexo, suicidas, "esquisitos"... Esses, são os que não temem expressar-se...

Não sou superior, supero-me.

Holding on to you...

Não sou superior, supero-me.