domingo, janeiro 06, 2013

Decifrar

Desço as escadas e procuro desesperadamente o culminar de situações tão invulgares como dar um salto quando um portátil se fecha. É difícil estar fora do meu palco, não esperar o meu trono no Monte Olimpo,  estranho é que amor, existe dentro de mim e carinho pelas pessoas. Preocupante será não conseguir decifrar a minha próxima atitude, numa altura de mudança em que  me quero agarrar ao meu lado infantil mas uma calma prevalece e eu não gosto dessa calma, não faz parte de mim, da minha essência.
Tu, que me assistias em frente ao meu palco, volta para a plateia, pois continuarei a delirar nos meus pensamentos, envoltos na minhas melodias e decifro meio mundo, enquanto a mim, optam por chamar louca.
Que seja louca, sou  pink, isso basta-me.
Não sou superior, supero-me.

1 comentário:

  1. Pink

    Continua sendo a pessoa que és, que pelo pouco que conheço é uma querida e com uma docilidade que poucas tem hoje em dia.

    Neste dia de Reis que Deus te abençoe e te faça forte cada vez mais.

    Beijinhos da amiga do lado de cá do oceano.

    ResponderEliminar

Odeio as almas estreitas, sem bálsamo e sem veneno, feitas sem nada de bondade e sem nada de maldade. Nietzsche
Debita aqui algum bálsamo.