quinta-feira, dezembro 27, 2012

Vá lá, ninguém morreu

Entre tantas coisas más, algumas menos más. Chorei com o casamento de alguém apenas conheço na net, continuei igual a mim: não gosta não come e diz o que queres, ouves muito pior aquilo que não gostas...
Sou a Pink, não mudo, recuso-me, porque me considero, justa, solidária e com o mau feitio mais original que já vi. Gosto de mim, fazer o quê.
adoptei o meu patudo canídeo , mudei de casa 2 vezes, tomei a decisão de engravidar o mais rápido possível, foi o primeiro ano em que não vi nenhum amigo morrer... Percebi que as minhas raízes algarvias se estão a dissipar, que o meu pai é um líder religioso antes de ser pai mas também aprendi que tenho imensas capacidades de entrar na cabeça de alguém... conheci uma pessoa muito especial, boa onda e depressa tudo ficou negro mas gostei de a conhecer e privar com ela (ele, o Tiago Ramos), sou cada vez mais amada...
Descobri que trocar nos vários grupos do face, é mesmo uma boa forma de poupar dinheiro e obter o que quero dando aquilo que já não uso...
Aproximei-me de alguém virtual e é fantástico... Venham outro.

Não sou superior, supero-me.

sábado, dezembro 22, 2012

quinta-feira, dezembro 20, 2012

Martini

tenho saudades tuas e se não me engano não dás muita importância à quadra natalícia mas não podia deixar de te dizer que tenho saudades da tua escrita, das tuas análises e desejar-te um Feliz Natal.
Não sou superior, supero-me.

quarta-feira, dezembro 19, 2012

Homeland aziada

Carrie, então pá?
Ando eu a descarregar os episódios e no final da segunda temporada, deixas o Brody ir embora sozinho?

Custa mas quem gosta desta série, sabe que há sempre aquela desconfiança de ele ser ainda do lado de lá...
Não sou superior, supero-me.

domingo, dezembro 16, 2012

A Quadra das renas, das prendas e o raio...



Mas o Natal, uma época que detesto, interessa para? Malta que mal se fala, junta-se, comem que nem uns ... sei lá, imenso desperdício de comida, cinismo a mais, dinheiro gasto em coisas que nada expressam... Damos quando queremos, quando alguém merece (o mundo não acha?, achamos nós)... Que se dane o Natal, pois o amor deve existir todo o ano e os mimos, que se podem transformar em um beijinho num sms, um elogio, um respeito pelas ideias alheias... Sejam amados, amem... durante 365 dias...


Não sou superior, supero-me.

quinta-feira, dezembro 13, 2012

Evitamos mais o sofrimento do que buscamos o prazer

Privamo-nos para mantermos a nossa integridade, poupamos a nossa saúde, a nossa capacidade de gozar a vida, as nossas emoções, guardamo-nos para alguma coisa sem sequer sabermos o que essa coisa é. E este hábito de reprimirmos constantemente as nossas pulsões naturais é que faz de nós seres tão refinados. Porque é que não nos embriagamos? Porque a vergonha e os transtornos das dores de cabeça fazem nascer um desprazer mais importante que o prazer da embriaguez. Porque é que não nos apaixonamos todos os meses de novo? Porque, por altura de cada separação, uma parte dos nossos corações fica desfeita. Assim, esforçamo-nos mais por evitar o sofrimento do que na busca do prazer. 

Sigmund Freud, in 'Correspondência (1883)'


Não sou superior, supero-me.

quinta-feira, dezembro 06, 2012

Família com patas



Tenho muita pena que existam tantos animais em vias de serem abatidos e abandonados. Mais do que as pessoas, porque eles não falam, ele pedem tão pouco, querem apenas e tão somente o nosso amor. Por isso na minha casa, somos todos uma família; 2 humanos, um patudo cego de um olhos, velhote mas que quando olha para nós quase que lemos "Obrigada por este lar, por este sofá, por esta ração, por estas latinhas de paté, pelas idas à praia", os meus gatos, (ela já abandonada 2 vezes), qualquer canto serve desde que a dona ou o dono estejam a 1 metro deles... São mimados, mas se eu um dia não tiver o que comer, é esta família que me apoia e passa a fome comigo, todos juntos com amor...


Não sou superior, supero-me.