sexta-feira, fevereiro 03, 2012

Quase chorei...

Os dez mandamentos dos animaisA minha vida deve durar entre 10 e 15 anos. Qualquer separação de ti será muito dolorosa para mim. 
Dá-me algum tempo para entender o queres de mim. 

Tem confiança em mim, é fundamental para o meu bem-estar. 

Não fiques zangado comigo por muito tempo, e não me prendas em nenhum lugar como punição. Tu tens o teu trabalho, os teus amigos, as tuas diversões. Eu só te tenho a ti. 

Fala comigo de vez em quando. Mesmo que eu não entenda as tuas palavras, compreendo muito bem a tua voz e sinto o que me estás a dizer. 

Podes estar certo de que, seja como for que me trates, isso ficará gravado em mim para sempre. 

Antes de me bater, lembra-te que eu tenho dentes que poderiam ferir-te seriamente, mas que eu nunca vou usá-los contra ti. 

Antes de me censurares por ser preguiçoso ou teimoso, pergunta antes se não há alguma coisa a incomodar-me. Talvez eu não esteja a alimentar-me bem. Pode ser que eu esteja doente. Ou é apenas meu coração que está a ficar velho e cansado. 

Cuida bem de mim quando eu ficar velho; tu também vais ficar. 

Não te afastes de mim nos meus momentos difíceis ou dolorosos. Nunca digas "prefiro não ver" ou "faça quando eu não estiver presente". Tudo é mais fácil para mim contigo ao meu lado.


Não sou superior, supero-me.

2 comentários:

  1. que texto tão lindo. que verdade tão pura. ás vezes esquecemo-nos de tudo isto. :/ eles são fantásticos

    ResponderEliminar
  2. Estive para publicar esse texto no meu blog, que entretanto foi de férias.
    Obrigada por o postares tu!

    Beijo
    Pukas

    ResponderEliminar

Odeio as almas estreitas, sem bálsamo e sem veneno, feitas sem nada de bondade e sem nada de maldade. Nietzsche
Debita aqui algum bálsamo.