quarta-feira, agosto 31, 2011

Eu e o 112

Não é a primeira vez que ligo para o 112 e não atendem depois de tocar umas 20 vezes.
Segunda tentativa:
" Boa tarde, eu preciso de uma ambulância para..."
"Não desligue, vou passar à ssistência médica"
"Boa tarde, eu estou com uma dor fortíssima, no peito, na zona do externo..."
"Idade e o que aconteceu"
"tenho 35 e não aconteceu nada"
(TOPEM A MERDA DO SARCASMO)
"Ah, então estava descansadinha e começou essa dorzinha"
"Ouça, o senhor não goze com a minha saúde, identifique-se e faça o favor de me enviar uma ambulância"
" Identifico-me no fim da chamada (não, ele queria dizer no fim de vida do queixo dele, pois parto-lhe a boca se um dia o conheço pessoalmente), então diga lá onde está."
"Estou na morada tal e e tal num carro marca tal e modelo tal Despache-se se faz favor"
"Então anote aí o número dos bombeiros da.... ...."
"Mas anoto o que? Mas eu estou com uma dor horrenda no peito, dentro do meu carro e acha que me vou por a escrever e brincar aos policias e ladrões, a sua obrigação é mandar-me já assistência, identifique-se se faz favor"
"oh minha senhora, ligue para o 21..."
"Olhe, puta que o pariu."

Liguei ao meu pai que, embora a 300km, lá me deu umas ideias para receber ajuda...
Mas que merda de número de emergência nacional é este?

Não sou superior, supero-me.

Apenas as tuas asas.





Não sou superior, supero-me.

terça-feira, agosto 30, 2011

Por mim, por ti, por nós

Os dias passam, os anos, as décadas e nós exigimos aos outros aquilo que nós conseguimos fazer por nós. Transportamos para um amor toda a nossa força, porque o amor é incondicional e se esse amor desaparece, uns enlouquecem, outros matam-se, outros desistem de viver, vivendo.
Já me senti sem chão. Mais que uma vez, já sofri muito, como todos nós mas em parte, a culpa era só minha.

Não sou superior, supero-me.

Hummm




Não sou superior, supero-me.

segunda-feira, agosto 29, 2011

Traída pelos meus leitores

Vocês, sim tu e tu e também tu..
Nem um de vós, seus labregos, seus enfarda blogs, (mas dos fofinhos), ninguém comenta o meu novo cabeçalho?
Não sou superior, supero-me.

De me teres

É simples. Não me tens pois eu sou do mundo e nunca terei um dono, uma jaula. Eu mordo a mão de quem me tenta calar, eu esmurro quem me empurra par alonge do que eu quero ver, eu nunca vou ser domada, eu vou ser sempre minha e do mundo.
Podia ser um pouco tua mas tu não andas neste mundo.


Não sou superior, supero-me.

sábado, agosto 27, 2011

O resto do mundo



Quando se vive abaixo do chão,não se pode nada, nada se quer e nada se pensa. Aqui entra quem nasceu com uma estrela na testa, que exista muita cumplicidade entre o pensamento daquele que tem e a situação de quem se julga "o resto do mundo". Porque tomos somos alguém, todos temos direitos. Porque não acabar com a crise de valores? Sabem o que significa, uma simples tenda para um sem-abrigo, uma manta mais felpuda, um banho?
Dinheiro gasto em festivais de gastronomia, pagamentos astronómicos a cantores para s festas populares, quem se lembra dos que não estão alegres? Dos que não têm um chave no bolso porque não existe um lar?

Não sou superior, supero-me.

Juro que consigo ver a tua alma...



Mas só às vezes...
Não sou superior, supero-me.

Ricos/ Impostos

Sou contra.
Sou contra o facto dos mais abastados pagarem impostos mais altos. Sendo que, cada um tem o que tem, e, SE for honesto, assim o declara, já paga de acordo com o que tem. Considero essa medida, um acto de descriminação. Não que a política seja justa com os pobres, não que defenda a austeridade, cá para mim, se Salazar estivesse vivo e em forma, resolvia esta crise em três tempos!

Não sou superior, supero-me.

Saltando, saltando, toca a saltar!

EU, NÃO PAREÇO, EU SOU.

sexta-feira, agosto 26, 2011

Pink analisa Futebol

Vamos por pontos:
  1. Se o meu Porto, hoje não ganha, fico muito desapontada.
  2. É impressão minha ou o FCP, é como os Morangos com Açúcar? Quem quiser jogar bem fora do país, passa primeiro pelo clube. Como quem se torna actor novinho, passou pelos Morangos.
  3. Também é impressão minha ou o último português a fazer realmente uma carreira sólida e cheia de bons momentos, fora de Portugal, foi Luís figo, sendo que os seus tempos como capitão do Barça, foram o apogeu.
  4. Mourinho, veio para o Real, e não se dá bem com a gerência, vemos imagens dele a enfiar o dedo no olho de uma pessoa e ele, minutos depois, diz não saber quem é essa pessoa e ganhar? Palavras infelizes.
  5. Nunco Gomes: será que a Fiorentina já lhe pagou os ordenados em atraso?
  6. Primeiras exibições de Cristiano Ronaldo no Real: fracas, os adeptos esperavam muito mais. Mas Mourinho defendeu-o com unhas e dentes.
  7. Euro 2004, quem é que não percebeu que a bola foi contra a mão de Abel Xavier e não que o pobre homem lhe deitou a mão. Devido a isso, Grécia, toma lá!
Não acredito nos novos talentos e não porque não saibam jogar, mas não sabem gerir uma imagem, não sabem falar, e não me esqueço que, aquando da calamidade que destruiu a Madeira, ele bem se comprometeu a ajudar mas pôs lá os pézinhos, um anos depois...
Figo sabia ser, sabia estar, e toda aquela selecção fantástica que não volta, mas que deveriam servir de exemplo...

POORRRRTOOOOOOOOOOOOO!!!

EU, NÃO PAREÇO, EU SOU.

Recebi por mail e vale mesmo a pena ler

O representante dos advogados portugueses escreveu uma opinião intitulada "Um país insuportável". A falta de bom-senso e humildade constitui uma das principais causas da degenerescência da justiça portuguesa. Tudo seria simples se houvesse uma coisa que falta cada vez mais aos nossos magistrados: bom senso. Uma mulher com 88 anos de idade morreu no seu apartamento em Rio de Mouro, Sintra, mas o corpo só foi encontrado mais de oito anos depois, juntamente com os restos mortais de alguns animais de companhia (um cão e dois pássaros). Este caso, cujos pormenores têm sido abundantemente relatados na comunicação social, interpela-nos a todos não só pela sua desumanidade mas também pela chocante contradição entre os discursos públicos dominantes e a dura realidade da nossa vida social. Contradição entre promessas e garantias de bem-estar, de solidariedade e de confiança nas instituições públicas e uma realidade feita de solidão, de abandono e de impessoalidade nas relações das instituições com os cidadãos. Apenas duas ou três pessoas se interessaram pelo desaparecimento daquela mulher, fazendo, aliás, o que lhes competia. Com efeito, uma vizinha e um familiar comunicaram o desaparecimento às autoridades policiais e judiciais mas ninguém na PSP, na GNR, na Polícia Judiciária e no tribunal de Sintra se incomodou o suficiente para ordenar as providências adequadas. Em face da participação do desaparecimento de uma idosa a diligência mais elementar que se impunha era ir à sua residência habitual recolher todos os indícios sobre o seu desaparecimento. É isto que num sistema judicial de um país minimamente civilizado se espera das autoridades policiais e judiciais, até porque o caso era susceptível de constituir um crime. O assalto e até assassínio de idosos nas suas residências não são, infelizmente, casos assim tão raros em Portugal. Mas, sintomaticamente, as autoridades judiciais não só não se deram ao trabalho de se deslocar à residência como, inclusivamente, recusaram-se a autorizar os familiares a procederem ao arrombamento da porta de entrada. E tudo seria tão simples se houvesse uma coisa que falta cada vez mais aos nossos magistrados: bom senso. Mas não. Dava muito trabalho ir à uma residência procurar pistas sobre o desaparecimento de uma pessoa. Dava muito trabalho oficiar outras instituições para prestar informações sobre esse desaparecimento. Sublinhe-se que um primo da idosa se deslocou treze vezes ao tribunal de Sintra para que este autorizasse o arrombamento da porta da sua residência. Mas, em vez disso, o tribunal, lá do alto da sua soberba, decretou que a desaparecida não estava morta em casa, pois, se estivesse, teria provocado mau cheiro no prédio. É esta falta de bom-senso e humildade perante a realidade que constitui uma das principais causas da degenerescência da justiça portuguesa. Os nossos investigadores (magistrados e polícias) não investigam para encontrar a verdade, mas sim para confirmarem as verdades que previamente decretam. E, como algumas dessas verdades são axiomáticas, não carecem de demonstração.Mas há mais entidades cujo comportamento revela que a pessoa humana não constitui motivo suficientemente forte para as obrigar a alterar as rotinas burocráticas e impessoais. A luz da cozinha daquele apartamento esteve permanentemente acesa durante um ano, ao fim do qual a EDP cortou o fornecimento de energia eléctrica, sem se interessar em averiguar o motivo pelo qual um consumidor deixou de cumprir o contrato celebrado entre ambos.Os vales da pensão de reforma deixaram de ser levantados pela destinatária, mas a segurança social nada se preocupou com isso. Ninguém nessa instituição estranhou que a pensão de reforma deixasse de ser recebida, ou seja, que passasse a haver uma receita extraordinária sem uma causa. E isto é tanto mais insólito quanto os reformados são periodicamente obrigados a fazerem prova de vida. Mas isso é só quando estão vivos e recebem a pensão. Os CTT atulharam a caixa de correio daquela habitação de correspondência que não era recebida sem que nenhum alerta alterasse as suas rotinas. Finalmente, as finanças penhoraram uma casa e venderam-na sem que o respectivo proprietário fosse citado. Como é que é possível num país civilizado penhorar e vender a habitação de uma pessoa, aliás, por uma dívida insignificante, sem que essa pessoa seja citada para contestar? Sem que ninguém se certifique de que o visado tomou conhecimento desse processo? Como é possível comprar uma casa sem a avaliar, sem sequer a ver por dentro? Quem avaliou a casa? Quem fixou o seu preço? Claro que agora aparecem todos a dizer que cumpriram a lei e, portanto, ninguém poderá ser responsabilizado porque a culpa, na nossa justiça, é sempre das leis. É esta generalizada irresponsabilidade (ninguém responde por nada) que está a tornar este país cada vez mais insuportável.
Fonte: JN
EU, NÃO PAREÇO, EU SOU.

quinta-feira, agosto 25, 2011

Bruxedo, só pode!

Parece impossível que eu, desde o início do Verão que ando uma flor de estufa. Este mês, estou lixada, vou receber menos uns 130 euros por faltar ao trabalho. Hoje vim-me embora a meio da manhã. Desde o inicio de Junho que é febres, suores frios e a minha cabeça pesa o dobro do corpo... Desisto de ir ao médico, vou á bruxa. Hoje, arrastei-me ao supermercado e comprei uma revista que muito me tem desapontado mas continuo fiel, a Happy, e estava lá um artigo sobre essas "coisas"... Pá, só pode, eu estou cheinha de merdinhas há meses, PORRA!

MAIS...
No parque de estacionamento do local onde trabalho, esta semana, na hora da saída, há sempre (desde segunda) um carro que fica com a bateria morta, ontem andei a ligar cabos de bateria, anteontem, foi a empurrar... QUÉISTO?

EU, NÃO PAREÇO, EU SOU.

segunda-feira, agosto 22, 2011

Best Blog

A minha PUKAS, ofereceu-me este selinho e as regras são oferecer a 6 blogs e dizer 7 coisas acerca de mim.

Começo pelos blogs a quem ofereço:
  1. AC
  2. ANA
  3. UTENA
  4. HUG
  5. CLARA
  6. MULHER SANTA OU PECADORA
Acerca de mim:
  1. Hoje bebi a última coca zero do meu frigorífico
  2. Hoje percebi que me apetece colo, muito colo
  3. Tenho um sinal estranho num sítio estranho
  4. Ontem tive sexo com um homem, (mais novo que eu), lindo, tão lindo,  meu amigo há 4 anos e lembra-se do gel duche que eu usava em 2008
  5. Detesto passar a ferro
  6. Gosto, aprendi a gostar de lutar e de bater e apreender os ensinamentos do que é lutar sem ser para agredir.
  7. Estou ansiosa para rever o meu amigo ihihih

EU, NÃO PAREÇO, EU SOU.

Em 38 sff

Quem quiser, há à venda na net, em 38 para mim, a versão preta e a B&W.
Agradecida, porque o Natal é quando o homem quer,

EU, NÃO PAREÇO, EU SOU.

domingo, agosto 21, 2011

Está tudo acabado com eles

Decisão "jiu jitsuana", vou acabar com a minha cola zero e ice tea e começar a beber apenas água. Ai, que o ice tea ainda marcha mas a cola zero?
E a sangriazinha? Enfim, ordens do treinador.

EU, NÃO PAREÇO, EU SOU.

sexta-feira, agosto 19, 2011

Treinador? Já cá canta JIU JITSU

Já tenho treinador de jiu, jitsu, começo em Setembro... Estou entusiasmada e pedi para sre tratada com dureza...

EU, NÃO PAREÇO, EU SOU.

Os maus têm sentimentos

Os maus matam, esfolam e dão cabo da vida dos outros.
Sempre pensei nas pessoas más num prisma "fofinho", ou seja, são filhos de alguém, irmãos e até podem agir em virtude de um amor não correspondido. A verdade é que algumas pessoas tidas como "mau - feitio" podem, simplesmente estar na defesa. A verdade é que um assassino, pode ter morto para vingar a morte de um ente querido, motivo muito visto entre gangs... Não querendo defender os "maus", apenas chego à conclusão que somos todos farinha do mesmo saco... Quem hesitaria em matar um violador de um filho? Dizem que a vingança é  um acto mau, em mim, é uma característica e quem se vinga pela calada, pura e simplesmente continua farinha do mesmo saco. No entanto, alguém que me fez mal e depois levou o troco, pensa: "foge dela", esquece-se que eu só me movo se me lixarem o juízo e sim, a minha fraqueza são os afectos e as promessas falhadas.
É como eu já disse antes: Uns fodem de meias, eu fodo-vos o juízo!"
EU, NÃO PAREÇO, EU SOU.

Hilariante!

Este blog, é irresístivel!!!

EU, NÃO PAREÇO, EU SOU.

quarta-feira, agosto 17, 2011

Diálogos

O meu dentista, é sem sombra de dúvidas, o meu grande amigalhaço, cá de cima... (Claro que tu, aí na Margem Sul, sabes que tu... és tu)
Hoje no consultório:
J: "Então e como anda o ....?"
Pink: "Ei! Então tu não sabes que isso já não...."
J: "Então?"
Pink: "... hum, hum, hum, saltar para as cuecas, ..."
J (muito sério): " A culpa é toda tua!"
Pink (muito ofendida): "MINHA!?"
J: "Usas cuecas, a culpa é de quem? Vá, abre a boca!

EU, NÃO PAREÇO, EU SOU.

O que não se percebe

Sempre me disseram que o que não percebo, ao nível das relações sociais, devo ignorar.
Tento compreender algumas coisas, aliás tento compreender gestos reprováveis e que são de mau gosto, má fé e falta de educação.
Um dia canso-me. Aliás, já me sinto cansada, porque nem todos, repito, nem todos, são dignos da minha massa cinzenta trabalhar em prol de os entender. Depois existem aqueles que me dão pena e eu tento entender, existem aqueles que devem uma explicação que nunca foi dada e eu tento entender... Enquanto isso, eles continuam felizes da vida a lixar/usar/brincar com os outros...
Gostava que, para cada vez que o fazem, lhes cortassem um dedo, veríamos aí , como disparavam os tiros.
EU, NÃO PAREÇO, EU SOU.

Prémio "dedo na boca"

E foi assim que eu AQUI, ganhei um indicador na boca... Resta saber de quem...

EU, NÃO PAREÇO, EU SOU.

Do contra, dispo-me para quem me lê:

Sou contra:
  • Touradas
  • Palhaçadas em reuniões de condomínio
  • O calor em demasia
  • As indirectas (tenham tomates para falar na cara aquilo só por sms ou mail, dizem)
  • A falta de pontualidade
  • Dinheiro desperdiçado
  • Frases feitas de engate
  • A má-educação
  • Falta de civismo
  • Engolir sapos e deixar alguém pensar que é o maior
Na blogosfera.
  • Apenas sou contra os anónimos.
EU, NÃO PAREÇO, EU SOU.

terça-feira, agosto 16, 2011

Moleskine

Sempre achei que, lá porque o grande PICASSO, usou estes cadernos de apontamentos, quem quer desenhar, anotar ou escrever, pode usar algo mais económico e ... quiçá reciclado!
Agora, um português, foi convidado a desenhar as capas dos famosos cadernos. Óptimo o nosso (dele) talento reconhecido enquanto pobrezinhos portugueses que frequentam o Banco Alimentar.
Como o rapaz de 32 anos vai ilustrar as capas, NA MINHA OPINIÃO, podiam usar-se poemas de Pessoa, os trajes de cada região... etc.
Porque quem quer escrever, pintar e anotar...
Em tempos conheci um cientista de renome em Portugal e fora (que põe qualquer menino cheio de mariquices e coisinhas chiques a um canto) com o seu trabalho... o seu bloco de notas? Os talões do combustível, os talões do supermercado...
Um dia encontrei nas tralhas que a minha mãe me dá da farmácia um bloco, com caneta incorporada que era mesmo do tamanho do bolso da camisa, claro que ficou com melhor organização mas não gastou (e podia) € num Moleskine...
Os meus parabéns ao português que irá dar a cara aos cadernos mas a minha opinião acerca dos mesmos continua a mesma: desperdicío de dinheiro e qualquer caderno, qualquer superficíe serve para voarmos longe com o que gostamos de fazer...
Adenda: e é no que gostamos de fazer, que, ao fazermos, encontramos conforto, na minha pouco modesta opiniõa

EU, NÃO PAREÇO, EU SOU.

segunda-feira, agosto 15, 2011

Boas notícias

Museus abertos, entrada gratuita, durante a semana, (até Quintas), até às 00:00h.
Porreiro, ao invés de nos refastelarmos nos sofás a ver TV, podemos dar um salto a um museu e como eu adoro o Museu da Arte Antiga!!!

EU, NÃO PAREÇO, EU SOU.

Para Ti



EU, NÃO PAREÇO, EU SOU.

Não sei, e talvez nem queira saber

Qual o motivo para nos mostrarmos ao mundo como alguém perfeito quando, no meio da burrice, damos logo a ideia de que não o somos. Burrice primeira: pensar-se perfeito, burrice segunda: pensarmos que somos invejados, burrice terceira. dar atenção a isso.
Custa assim tanto admitir os defeitos que ajudam a sermos gente, imperfeita mas, alegre, amada e realizada?
EU, NÃO PAREÇO, EU SOU.

domingo, agosto 14, 2011

Back

Cheguei e chovia. A minha mala e umas coisas que trouxe ainda vinham quentes dos 36 graus que gramei lá me baixo...
Depois dizem que eu, por ser algarvia, sou sensível às mudanças de temperatura...
E tinha saudades dos meu felinos...

EU, NÃO PAREÇO, EU SOU.

Da, com e pela BLOGOSFERA

Não se fala bem da blogosfera: falo eu.
Aqui e no Special Moods bem como no Incondicionalidades, encontro o que preciso.
No meu blog, recebo bem quem bem me quer, deixo de querer quem também não me quer...
Acima de tudo, recebo conselhos, provas de que me lêem, que se identificam com alguns posts meus, embora eu tenha noção que o meu blog não segue uma linha recta de discurso. Na blogosfera, não admito que me julguem, não admito que digam que o meu blog é um blog "superstar" porque não passa dos meus sentimentos e das minhas vivências. Sou apenas eu, gosto das pessoas que "me gostam", que me ligam, das pessoas que gostam quando conhecem o meu blog, como a AC, seguidora recente, e gosto do que me espera em cada blog: reflexões longas: abro a UTENA, curas e para rir, lá vou eu ao ANÃO GIGANTE, ler um presunsoço, o nosso BLOGUÓTICO... E por aí fora... Num desabafo, tenho a equipa/colectiva do Special Modds, um equipa tão particular como rica em diferenças e empatia. Eu gosto de ter este blog, como gostei de ter o photoblog (que irei reabrir em Novembro) e gosto de ter os meus textos no INCONDICIONALIDADES...
Já fui muito ajudada por bloguers, já fui mal falada , criticada mas tenho pessoas que me abrem a porta de casa sem me conhecerem: porquê?
PORQUÊ?
Porque estas pessoas sabem que sou real, não sou uma personagem e gostam de mim como eu sou. E eu delas...
Sou a Pink, não sou superior, vou-me superando.

EU, NÃO PAREÇO, EU SOU.

sábado, agosto 13, 2011

Aprende-se

Sábado de manhã a ver desenhos animados com o filho da filha da minha madrasta e ouço isto:

"Nunca percas uma manhã, senão tens logo o amanhã a bater-te à porta"

Lamento mas hoje foi um dia pior do que os úteis, por ter feito uns 200 km's ou mais, por andar sozinha porque o meu pai não estava em condições, fui 3 vezes à mesma cidade devido a ele... Enfim... Só o carro, o novo que ele me pôs na mão, foi o meu companheiro, é o carro que paga, acelerei, fiz curvas em Portimão a uma velocidade acima da média e pronto, descarreguei a raiva de ter o meu pai assim.

EU, NÃO PAREÇO, EU SOU.

Afinal...

O estado de saúde do meu pai está a assustar-me. Acabei agora um dia de afazeres que eram para ser feitos com ele e fi-lo sozinha. Porque ele não estava nada bem.
Nem vou entrar em pomenores, mas eu começo a ficar muito assustada... E vi a minha madrasta a deitar uma lágrima... Partiu-me o coração...
EU, NÃO PAREÇO, EU SOU.

Have a nice



EU, NÃO PAREÇO, EU SOU.

sexta-feira, agosto 12, 2011

Tão cansada...

Estou de rastos.
Só isto, Vou para a cama que o meu pai tem 8783427\87256 coisas para fazer e eu quero ir com ele.
Ah, fofos, se vêem de férias, tragam guarda chuva....
EU, NÃO PAREÇO, EU SOU.

Adivinhem lá

A esta hora, em que estrada estou eu? para onde vou eu? Qual o único hotel do Algarve que ainda me devolve o dinheiro do combustível?

EU, NÃO PAREÇO, EU SOU.

Do ontem

Chegar a casa. Morta, cansada, de rastos.
Ter um bom amigo à espera, conversa puxa conversa, telepizza ao domicílio, sangria (a de limão com gás), e no final uma boa queca!!! Este meu amigo, ainda levou o lixo...
Estou leve...


EU, NÃO PAREÇO, EU SOU.

quinta-feira, agosto 11, 2011

Da má formação

O que é ouvir alguém a corrigir um erro meu , aos berros? (e quem grita, perde o quê?, a razão, pois claro)
Não tem família na Síria, em Londres ou filhas com clitóris mutilados.... Não dá uso a anos e anos de experiência...
Tive pena.
Temos pena


EU, NÃO PAREÇO, EU SOU.

quarta-feira, agosto 10, 2011

Das rotinas

Primeiro pensamento do dia: f@@@S !!! já são ... H!
E falo baixinho...
"tu consegues, apesar desta besta gótica estar a olhar para ti a um centímetro da tua cara"
Pronto, higiene feita e vestida... O raios partam da amiga da besta gótica, comeu-me a sandes do pequeno almoço!!!
A minha vitória?
"Estás em casa, conseguiste mais um dia!"
Parece simples mas a minha mente é absorvida muito, muitas vezes e muitos dias...
tenho saudades dele, tenho saudades do meu pai, da madrasta, tenho saudades de uma massagem...


EU, NÃO PAREÇO, EU SOU.

masquediabo

ONDE ANDAS PÁ?


EU, NÃO PAREÇO, EU SOU.

Toma lá sete para seres feliz!



7 quecas?
7 milhões de dólares?
Não pá, sete regras!!!

1. Lei da Potencialidade Pura – A fonte de toda criação é a consciência pura ou pura potencialidade buscando a expressão do não-manifesto para o manifesto. Com a prática diária do silêncio, da meditação, e do não-julgamento, e com a percepção de que nosso verdadeiro Eu é de pura potencialidade, nós nos alinhamos com o poder que tudo manifesta no Universo e obtemos o que desejamos.
2. Lei da Doação - O universo opera através de trocas dinâmicas. Dar e receber são diferentes aspectos do fluxo de energia. Com a nossa disposição de dar o que buscamos, mantemos a abundância do Universo em nossas vidas. A força motriz por trás da doação deve ser a felicidade – se quiser amor, alegria ou coisas boas, dê o mesmo aos outros.
3. Lei do Carma ou Causa e Efeito – Colhemos o que plantamos. Toda ação gera uma força de energia que retorna de modo análogo. Quando nossas ações e escolhas conscientes trazem felicidade e sucesso para os outros, o fruto de nosso carma será alegria e sucesso.
4. Lei do Mínimo Esforço – A inteligência da natureza funciona sem esforço – as flores não tentam desabrochar, elas desabrocham; os pássaros não tentam voar, eles voam. Se buscamos poder, dinheiro ou felicidade para a satisfação do ego, desperdiçamos energia; mas se nossas ações são motivadas por amor, harmonia e alegria, nossa energia se multiplica e podemos usar o excedente para criar o que quisermos.
5. Lei da Intenção e do Desejo – “Inerente a toda intenção e desejo, está a mecânica para a sua realização. E quando colocamos uma intenção no campo da pura potencialidade, colocamos este poder organizador infinito para trabalhar para nós”. No nível da mecânica quântica, o universo é uma extensão de nosso corpo, e nossa intenção detona transformações de energia e informação, e organiza sua própria realização.
6. Lei do Distanciamento – No distanciamento está a sabedoria da incerteza, e nesta sabedoria está a liberdade em relação ao nosso passado, ao conhecido, que é a prisão docondicionamento passado. Quando nos abrimos ao desconhecido, ao campo de todas as possibilidades, nos entregamos à mente criativa que orquestra a dança do universo. O apego é baseado no medo e na insegurança, e cria ansiedade. O apego excessivo aos bens materiais  símbolos transitórios do Eu – traz a sensação de inutilidade e vazio.
7. Lei do Propósito de Vida – “Todos têm um propósito na vida... algo único para dar aos outros. E quando misturamos este talento com o serviço aos outros, experimentamos o êxtase de nosso próprio espírito, o que é objetivo último de todos os objetivos”. Primeiro, devemos descobrir nosso verdadeiro eu; depois, expressar nossos talentos especiais; e finalmente, usar este nosso dom para servir a humanidade.

Da wikipedia

terça-feira, agosto 09, 2011

Evolução. A minha próxima escolha...


Vai ser o meu novo desporto.
Bem, o importante, aqui, é conhecer o corpo humano de forma a que... "prontux", "coiso e tal"
PUM!


EU, NÃO PAREÇO, EU SOU.

Nova filosofia

Existe uma nova filosofia, chama-se "O mundo que foda, eu é que conto"...
Dito na ágora da vida, não da antiga grécia, pois qualquer sítio serve para filosofar e ser ouvido o que transforma o local em ágora.
Eu não vou aderir a esta filosofia.
Porque sou boa para as pessoas e porque, as que detesto, também não ignoro...

EU, NÃO PAREÇO, EU SOU.

Por entre batatas e repoulhos

Um homem divorciado ou casado é sempre alguém com muito que se lhe diga. Pior é um homem divorciado, de uma puta fina, sabendo disso e lucrando também com isso. Um homem divorciado só faz sexo da forma com a ex mulher fazia com ele, emagrece e fica amargo, desleixado mas os outros é que estão malucos.
Porque será que só na meia idade surgem os dentes do siso (não sei se está bem escrito) a algumas pessoas? Sinal de juízo.
Pobre homem solteiro, que não admite que sofre, que não admite que brinca com os outros, os usa e está sempre tudo bem. Passa a gostar apenas de livros e animais. Adopta mais um felino, tem uma cama onde dormir diferente todos os dias, porque a sua, muito boa e bonita, casa não lhe ensina a viver sozinho. Não perdeu apenas kg's que lhe davam robustez, não perdeu apenas carácter, coisa que a ex nunca teve em condições, com os kg's foi-se a palavra, o respeito pelo próximo, o respeito por quem lhe quer bem...
rejeitado, obriga-se a rejeitar tudo e apenas se move em detrimento de ganhar o seu sustento, quando outrora era com motivação e bravura que o fazia. Homem divorciado, tira um curso de contabilidade para, daqui a uns tempos, pagares a factura de quem perdeste. E vai doer. Vais ter saudades e vais ser outra vez rejeitado. Só quem tem tesão por ti não te fecha as pernas mas o coração sim.


EU, NÃO PAREÇO, EU SOU.

segunda-feira, agosto 08, 2011

As minhas breves notas

Há algum tempo que recebo uns sms, de uma pessoa com quem falei durante uns tempos mas não surtiu qualquer efeito. Recebo sms dessa pessoa a fazer análises do meu blog, dos meus sentimentos e persegue-me por todo o ciber espaço... Como é doido, disse-me que me queria conhecer pessoalmente e quando eu disse para parar de seguir os meus passos na net, chamou-me desgraçada... Oh tadinho... Sou eu?

NOTA N.º 2
ESTA NOTA TEM QUE VER COM UM POST DE AMANHA, UM POBRE E TRISTE HOMEM DIVORCIADO RECENTEMENTE (LEIA-SE 8 MESES), USA O MEU BLOG PARA VER AS FOTOS E BATER PUNHETAS, EM ESPECIAL COM UMA FOTO DO MEU PEITO QUE VOU PÔR NO CABEÇALHO POIS NÃO QUERO QUE LHE FALTE NADA E A EX DELE, SÓ TINHA MAMILOS.
ESPERO QUE GOSTEM DO COLAR POIS FUI EU QUEM O DESENHOU, A MAMA, ESSA FOI OBRA DO MEU PAIZINHO QUANDO ESTAVA BÊBADO E COPULOU COM A MINHA MÃE.

Mas afinal, eu uso o blog para expor o que sinto e o que penso ou para alimentar loucuras?
Louca aqui, só eu!!!

EU, NÃO PAREÇO, EU SOU.

Ana

A Ana faria hoje 36 anos. A Ana era linda, saudável, alegre e estava de casamento marcado. O cancro não lhe deu paz. A última vez que falei com a minha melhor amiga, na altura com 25 anos, ela disse-me: " A nossa história não vai acabar, fazemos parte da vida uma da outra. Eu não vou deixar"
Sentiu-se mal, foi para o hospital de Faro e faleceu.
Tenho saudades.

EU, NÃO PAREÇO, EU SOU.

Somente

Somente um sorriso, somente uma alegria no trabalho e ter o que se por na mesa, somente o amor... Somente...
Coisas aparentemente dificéis/facéis mas é a luta diária que nos move, é mais um dia que passou que achámos que íamos explodir e não explodimos, são essas as nossas pequenas vitórias.
(Topem bem a cor destas luvas, não são a minha cara?)




EU, NÃO PAREÇO, EU SOU.

domingo, agosto 07, 2011

Saber Aconselhar

Quando queres dar a entender a alguém que está errado, começa por falar-lhe doutras coisas, acabando por chegar, como por acaso, aos actos que merecem reprovação. Descreve-os, então, de modo caricatural, diz todo o mal que pensas deles, mas fá-los acompanhar de circunstâncias diferentes, de modo a que a pessoa que queres aconselhar não se sinta directamente atingida. Procura que te escute de boa vontade, sem zangar-se; alegra a conversa com algumas piadas e, se de súbito o vires fazer má cara, mostra um ar cândido e interroga-o nesse sentido. Finalmente, misturando-as com considerações diversas, aborda as soluções a considerar num caso como o que te preocupa.

Jules Mazarin, in 'Breviário dos Políticos'





























sábado, agosto 06, 2011

Melhorar? Limar arestas

Ouço pessoas a dizerem coisas como: "vou ser melhor marido, vou ser uma esposa melhor, tenho que ser melhor amigo..."
Pois, nunca ouvi ninguém dizer: "tenho que ser mais genuíno/a"...
Eu, Pink Poison Maria, não posso melhorar a minha maneira de ser, pensar e agir, porque é o meu instinto, é a minha forma de lidar com as pessoas, com as situações.
Posso, sim melhorar uma questão profissional, um desporto... Mas recuso-me a mudar (mais, pois tive que aprender a viver com uma perna que me dói por causa do filho da puta do meu ex) o meu interior... Se estamos a tentar mudar uma atitude, um sentimento... Deixamos de ser nós.
Prefiro ser eu, autêntica, má, chata, querida, muito sexual, (von, na tua linguagem, pratico a arte da fodenga) mas sou eu e gostem de mim assim ou não gostem.
Isto porque estou a melhorar no meu trabalho mas há cerca de um mês, lidei muito mal com a fraqueza de alguém muito importante para mim e quis afastar-me, esperneei, gritei, chorei... Mas era o meu lado egoísta, e quis então dizer-lhe que embora esse pilar já não apresente a segurança que apresentava, eu gosto sempre dessa pessoa, mesmo com ela a dizer que não é, não faz... Eu gosto dela e farei o que essa pessoa deixar para que, um dia, volte a ser um dos meus pilares, significa que voltou ao que eu já gostava anteriormente. Sem falar, mas já a falar, de tudo o que essa pessoa presenciou de fraquezas minhas. Fui egoísta mas não o volto a ser...

EU, NÃO PAREÇO, EU SOU.

quinta-feira, agosto 04, 2011

Eu...

Eu gosto muito de mim mas descansa que também gosto muito de ti, vá não chora!

EU, NÃO PAREÇO, EU SOU.

Estratégias

Ando a dar a volta à cabeça mas percebo que a puta da paciência que eu nunca tive, é a melhor estratégia... Não acredito que o tempo é nosso amigo mas o resto do mundo parece que sim...


EU, NÃO PAREÇO, EU SOU.

segunda-feira, agosto 01, 2011

M.E. Cardoso “À procura de nós”


“Só ontem, vi dois cães abandonados… Vi duas vezes o mesmo old english sheepdog a correr pela estrada fora, com a pressa doida de quem ainda acredita que vai alcançar o carro dos donos que o deixaram ali num ermo… De manhã, apareceu na esplanada onde eu vou, um velho sharpei de expressão esperançosa… Estudava a cara de toda a gente, como se quisesse ter a certeza de não se enganar na identificação dos donos, caso ali estivessem a esconder-se dele… Já não confiava que o reconhecessem…
Ele estava irreconhecível, de certeza, fora a coleira de onde tinham arrancado a morada. É injusto, mas são os cães que eram mais giros quando eram pequenos que metem mais dó… É o contraste entre a festa que lhe faziam quando eram cachorrinhos e a indiferença com que os abandonam quando se tornam cães.
É incompreensível que, numa época em que cada vez mais actividades humanas são proibidas, continuem impunes os abandonadores de animais. Talvez pudessem passar umas férias num canil da câmara? Como pode ser mais grave e mais castigado deitar um saco de lixo para a rua do que um animal dito de estimação?
A maneira como tratamos e protegemos os bichos selvagens tem vindo a melhorar. Não será altura de começar a tratar melhor os bichos - como os cães e os gatos - que gostam de nós e que ainda pensam que gostamos deles?”  

É bom que todos estejamos conscientes que o acto de abandonar um animal é um crime punido por lei. E denunciá-lo é um imperativo de consciência mas também legal, de quem presencie ou tenha conhecimento desses crimes. A crueldade e insensibilidade revelada por quem os pratica não deve ficar impune.
Os canis municipais e abrigos de animais recolhem por dia em média, mais de 400 cães e gatos das ruas, ou seja, a cada três minutos, um animal é abandonado.
Do total de cães que são capturados das ruas, apenas a uma minoria consegue uma nova oportunidade e são adoptados, a grande maioria são mortos nos canis.
Não compre…Adopte!!
Eu adoptei e sou contra comprar animais, porque estamos em plena crise e porque existem muitos como o da foto que, tal como os meus gatos que foram espancados e abandonados depois, querem apenas um lar. Querem? Têm direito, são os que nos amam incondicionalmente!


Crónica de Miguel Esteves Cardoso
EU, NÃO PAREÇO, EU SOU.