sexta-feira, junho 24, 2011

Ei, tu aí!!!

Com o pc a ser limpo e com as mudanças não há tempo para nada, no entanto, vim dar uma ajudazinha a alguém e fanei o pc durante uns momentos...
Ontem aconteceu, entre mim e o meu vizinho, esta conversa telefónica (eu estava irritadiça e a falar mais alto do que o costume)
Pink: Estás a ouvir-me bem?
Vizinho: Sim diz.
Pink: O meu carro bateu com uma placa num passeio, deitou um pouco de água, se fosse bomba de água, estava a deixar rasto, não é o mija-mija pois está cheio, pode ser um dos apoios do radiador partidos? Mas assim, não deitava água... E a água não era ácida...
Vizinho: DIZ?
Pink: OUVE LÁ, eu perguntei se me estavas a ouvir bem.
Vizinho: E estou, vá diz lá bateu e depois?
Pink: Quando chegar, podes ver o que é?
Vizinho: sim...

A pessoa que ia comigo ao lado no carro, pergunta: " A XXXXXX fala assim com o XXXXX? Fogo...
Lá está, ele não levou a mal pois estamos muito à vontade um com o outro... Tenho uma amiga que quando a irmã lhe liga, ela atende assim: " Olá sua puta..." mas, lá está, é um puta carinhoso

Não tenho tempo, (nem forças) para comentar blog algum mas mando aqui um beijo a quem me tem escrito... JUFA!!!
EU, NÃO PAREÇO, EU SOU.

quarta-feira, junho 22, 2011

Descobri e gostei: Bom feriado (sim porque o meu vai ser a carregar caixotes)


Este bicho vai amanha, ganhar uma nova vida, meus amigos, inimigos, trolls e fofinhos, estarei de volta depois da grande mudança (não sou fã dos posts programados)... (portanto sexta, vá, não é muito tempo, não chorem...)

EU, NÃO PAREÇO, EU SOU.

Verdades

As pessoas boas e autênticas, quanto a mim, existem ainda em grande quantidade. O problema é quando, em igual quantidade, existem as falsas, as mentirosas... E depois, as "boas" passam por desconfiadas quando lhes aparece alguém "dos bons" pois, de tão magoadas e de tantas lições... Desconfiam, estão a pulguinha atrás da orelha...
Eu, há uns meses, afastei um tipo fantástico, que, mais tarde, vim a descobrir, era dos "bons" mas não lhe dei hipótese...
É uma pena que pelo justo, pague o filho da puta!




EU, NÃO PAREÇO, EU SOU.

terça-feira, junho 21, 2011

Viva a loucura

Quando eu sei que atingi o auge da loucura é quando, numa noite, "dorme, não dorme, ai cruzes que estou estoirada", dei por mim a dormir e a sonhar que estava a falar "comigo" e a dizer: "Pronto, relaxa, já estás a dormir" e nisto acordei...
A minha bisavó sempre disse (e, curiosamente foi quando eu decidi estar 2 noites em branco a estudar), "A pessoa quando não dormindo, parece que ficar parva!"
Eu estou parva, estou... E danada, tenho muito soninho, quem é que me canta uma canção de embalar?

EU, NÃO PAREÇO, EU SOU.

As merdas

Detesto as conversetas de merda.
Para mim, as conversetas de merda, baseiam-se em ter uma conversa sobre filosofia de estômago vazio. xooooooooooooo cabeças ocas, quero lá saber se compraram uns cortinados novos, se o período veio... Sabem quando vem o meu período? Sabem se comprei cortinados ou se tenho cortinados? Aliás, "quéssamerda"? Cortinados?


EU, NÃO PAREÇO, EU SOU.

segunda-feira, junho 20, 2011

Tomate ou batata?

Ando um bocado baralhada das ideias.
Chanfrada já eu sei que sou mas ainda assim, preciso de algumas noções. Cada vez menos vejo limites nos actos da pessoas ou, até, nas palavras. Que eu seja desbocada, mau feitio e desagradável, pronto, sou mesmo mau feitio e admito, sou vingativa, admito, sou maquiavélica, também admito. Existe no entanto uma enorme diferença entre mim e algumas pessoas (claro que vos podia dar um claríssimo exemplo mas vou ficar no meu cantinho, a rir, a gozar com algumas almas) que são iguais, é a seguinte: eu não branqueio situações, eu não digo que sou assim porque é para o bem da humanidade, porque o oposto é ser otário... Eu, gosto de ser assim, porque estou mais no ataque e reconheço quando errei e quando fui, de acordo com os moldes sociais, errada.
No entanto, eu sou, eu digo, fui eu.
Eh pá, francamente, Somos assim porque somos e porque as nossas atitudes tiveram um objectivo ou somos assim porque é "bem", porque ser frio é "chique"... Ok... Aí temos todas as pessoas do nosso lado, "ai tens toda a razão", "mas claro que tinhas que ser assim, afinal é mesmo isso...", se se diz, "eh pá, fui fria e bruta porque é assim que me explico ou porque me queria ver livre da pessoa", nessa altura ouvimos: "oh mas não era preciso seres assim", " não era preciso tanto"...
Ó pompons do cinismo, get a grip!

Será possível que eu estou a ficar com bom feitio e não percebi?
EU, NÃO PAREÇO, EU SOU.

Hoje, dou-vos música...



EU, NÃO PAREÇO, EU SOU.

sábado, junho 18, 2011

Um aperto de mão e avós

Quando via o meu avô negociar qualquer coisa, por norma coisas que ele produzia, um sorriso, um aperto de mão e tinham o negócio fechado. Depois disso ainda havia tempo para um bocado de pão com presunto e um copo de vinho.
Honestidade, clareza... Notários? Contratos? Para?
Gostava daqueles dias em que quando entrava no carro para sair o meu avô perguntava se fazia falta "alguma coisa" (dinheiro), quando um dia me pus a estudar na cozinha para ouvir barulho de fundo e a minha avó fez 5 pratos diferentes e eu não conseguia comer ou dormir há 48 horas... Ligou para o meu pai e disse: "A minha neta não estuda mais, está a ficar louca com este exame"...
Para a minha avó, qualquer detergente em pó para a roupa, era Skip, mesmo ela sabendo que não era essa a marca, foi a única pessoa até hoje que fez quimioterapias para 2 cancros e tinha um cabelo forte, com volume, talvez por ter toda a vida lavado o cabelo com sabão azul e vinagre. Saudades...

EU, NÃO PAREÇO, EU SOU.

Não sei que diga

Mas faz-me "espécie" as pessoas dizerem-me que eu "talvez" possa não ser o que mostro ser aqui...
  • Refilona? sim
  • Frontal, directa doa a quem doer? sim
  • Carinhosa? sim
  • Revoltada? sim
  • Rancorosa? sim
  • Solidária? sim
  • SÓ SEI SER ASSIM, OK?
Mas, tomei a decisão de deixar de escrever posts que só as "merdinhas" entendem, porque se são merdinhas ou "as meias pessoas" ou "eles que são tudo e afinal não são nada", não valem o esforço. Quem tiver dúvidas que eu sou assim, convide-me para fazer um peõs no carro, beber uma caipirinha, ver um bom filme ou ... cale-se para sempre!


EU, NÃO PAREÇO, EU SOU.

sexta-feira, junho 17, 2011

2 breves notas (ou 3, pronto, leiam lá)

Conhecem a CLARA? Eu conheci há pouco tempo e tem ideias interessantes... Vamos lá fazer a menina ter leitores assíduos, eu disse leitores e não seguidores, porque nem nos lê, que nem sempre nos segue e é só um número...


Eu a esta hora, estaria a almoçar com o meu paizão.
ESTARIA, se
  • Armada em besta não andasse escada acima escada abaixo com caixas e roupa e tralhas
  • Transpirar que nem um doida e ter a casa com todas as janelas aberta para "arejar"
  • Suar+correntes de ar.
  • Não fui, o meu pai, diz que vem nos meus sonhos, estou toda entupida, e a minha cabeça pesa uns 265 kilos... (mais os da inteligência, imaginem,)
  • Por isso alguém que me diga para eu deixar de ser mula teimosa e contratar já uma empresa de mudanças...
  • Estou sem tv e o pc vai amanha ser todo apagado e voltar a ter vida...
Note-se que o menino do Jaguar que vi no Domingo muito bem apessoada, está a mudar-se para cá. Vamos ser vizinhos até ao fim do mês, ai, ui, ai, tanto tempo.

EU, NÃO PAREÇO, EU SOU.

quinta-feira, junho 16, 2011

Estou num bacanal (post programado)

Tudo na mesma manhã e em horários cruzados:
  • Técnicos da EDP
  • Técnicos da água
  • Técnico do gás (o último)
  • O meu vizinho a tratar das coisas da Zon, pois trabalha lá e a pôr casquilhos e candeeiros...
Os meus vizinhos vão achar que eu entrei com o pé direito, estreei a casa rodeada de gajos...

EU, NÃO PAREÇO, EU SOU.

quarta-feira, junho 15, 2011

DO SUL

Sou gaja.
Sou mulher e veneno.
Talvez um caso à parte, ou, como alguém que é meia pessoa, insinuou, talvez um caso perdido... Mas as mulheres do SUL, são gente, são sexys e tudo os que as das ilhas, do centro, do Norte e da conchichina podem ser. FODAS!!!
(que caralho)

EU, NÃO PAREÇO, EU SOU.

Could you be



EU, NÃO PAREÇO, EU SOU.

Ideia

Como já referi, estou em mudanças, garanto-vos que, da mesma forma que as calorias são bestas que nos comem a roupa durante a noite, o meu chão é fértil em caixas e tralhas: velas, livros, canetas e o raio que me parta... Sorte: 3 diazinhos no Algarve com paizinho e madrastazinha  onde 70% das velinhas e merdinhas serão pessissamente recebidas mas é lá que ficam!!!

AGORA A IDEIA: Que tal fazer um papel de parede com ESTE AMORZINHO?



EU, NÃO PAREÇO, EU SOU.

terça-feira, junho 14, 2011

Ele não era nada

Ele era um nada no meio do seu tudo.
Ele espalhava um cheiro a perfume caro, ostentava sem intenção
Ostentava educação
Não era nada naquilo tudo. Não era educado, era deste mundo mesmo sempre dando a ideia do mundo dele (quem quer um mundo próprio começa pelo básico: não comprar aparador de televisão no Ikea)
Ele fingia, sem intenção, ser uma pessoa mas esqueceu-se que um bom curso e um bom isto e um bom aquilo, não nos guiam a um bom coração.
Ele pensava que tinha ritmo cardíaco quando tem um repoulho no sítio do coração.
Ele tinha as suas teorias de que nada lhe valiam perante uma lágrima, perante alguém em apuros, perante algo que se pusesse entre ele e o aparador do Ikea.
Ele não vai ler este post.
Porque ele não lê, está ocupado a criar uma personagem que todos amam e idolatram, ou todas. Ele não me lê mas janta onde eu recomendo, ele nunca será um ele. Pelo menos para mim.
Mas eu leio-o. Gosto.

EU, NÃO PAREÇO, EU SOU.

Eu não sou surda

Very bem, as minhas vizinhas estão a conversar sobre a vantagem e desvantagem de ter, ou não, um pacote satélite... Palavras que fui obrigada a ouvir:
"Aluguel"
"parabox" (deve ser o modelo novo da box, já que tenho uma amiga que nunca consegue dizer box mas sim "boxer", portanto, estou dois modelos atrás desta gente)

E outra pérola, desta feita da TMN:
"Boa noite, eu preciso de activar o meu voice mail"
"Estou a falar com a senhora...?"
"Pink Poison"
"D. Pink, vou dar-lhe um código, tem onde anotar?"
"Diga."
"Blá, asterico, blá, blá, depois marca o seu número"
"Desculpe interromper, o número é com o sem o prefixo?"
Silêncio....
"Pois, marca o núm.."
"Desculpe-me, diga-me se é com ou sem o prefixo"
Silêncio...
"Olhe, o senhor é funcionário da TMN e eu digo-lhe que o prefixo da empresa onde trabalho é 96, portanto marco o número com ou sem prefixo?"
"Ah, pois pode marcar o 96XXXXXXXX"

Depois ainda me dizem "Até já"... até nunca!!!



EU, NÃO PAREÇO, EU SOU.

Embriaga-te

Devemos andar sempre bêbados.
É a única solução.
Para não sentires o tremendo fardo do tempo que te pesa sobre os ombros e te verga ao encontro da terra, deves embriagar-te sem cessar.
Com vinho, com poesia, ou com a virtude.
Escolhe tu, mas embriaga-te.
E se alguma vez, nos degraus de um palácio, sobre as verdes ervas de uma vala, na solidão morna do teu quarto, tu acordares com a embriaguez atenuada, pergunta ao vento, à onda, à estrela, à ave, ao relógio, a tudo o que se passou, a tudo o que gira, a tudo o que canta, a tudo o que fala; pergunta-lhes que horas são:
São horas de te embriagares.
Para não seres como os escravos martirizados do tempo, embriaga-te, embriaga-te sem descanso.
Com vinho, com poesia. Ou com a virtude.

[Charles Baudelaire]
EU, NÃO PAREÇO, EU SOU.

segunda-feira, junho 13, 2011

Ensina-me que eu gosto

(Hoje um anónimo, nem comento não dar a cara, pois já sabemos que os anónimos são umas belas merdas), ensinou-me isto: Quanto a mim, está apaixonado, muito...

Sabes qual a principal característica do gelo? Derrete com o calor. Não um calor qualquer. Gratuito, fortuito, forçado. E aquilo que tu chamas gelo pode se tornar na coisa mais quente e envolvente que alguma mulher já mergulhou...

(desculpa não mergulho em nada apenas nos sentimentos, coisas que os blocos de gelo não sabem fazer)






EU, NÃO PAREÇO, EU SOU.

domingo, junho 12, 2011

Jaguar, Jeitoso e Marota

Hoje, mal abri a pestana, fui para o sótão. A guerra com o pó, com o escadote valeu-me a descoberta de todos os meus sapatos de Verão (ok pai, estás inocente) e uma mala de viagem do meu ex com revistas, saquinhos e bolsinhas... ou seja lixo e a mala de viagem, estava partida.. Quando me dirigia ao contentor, de trolley, vejo um jaguar verde com um homem muito jeitosinho lá dentro. Tal não é a minha pancada paixão por carros que determinei o ano e o mês do carro, pois o lindinho não aprendeu que sim, é obrigatório ter o mês e o ano mas as matrículas ficam bem mais "coll" assim. Eu, tal como acordei ia algo despenteada, calças largas do SNOOPY, uma t-shirt (irra , também do meu ex) pelo menos esta era da Tiffosi e umas pantufas compradas no El corte chinês. fiz o que tinha  a fazer e o jeitoso sai do carro e foi por-se à entrada da garagem do meu vizinho, a sorrir e eu desci um pouco até à minha rua e, por acaso, sem querer olhei para ele e retribui o sorriso. Não é que ele era mesmo giro, ah que o Domingo vai ser bom...
Sinto-me marota.


EU, NÃO PAREÇO, EU SOU.

sexta-feira, junho 10, 2011

O ZÉ

Ao longo deste blog existe uma tag, com as iniciais do nome dele. O Zé não é um Zé qualquer. Conheci o Zé quando me separei, ele separou-se na mesma época e eu havia alugado uma casa perto da casa da mãe dele. Um sítio pequeno, onde de quem não se sabe o nome, se trata por vizinho/a. Uma tarde, tinha ido encomendar o pão e deparo-me com ele, disse "Boa Tarde" e ele:
" Ó vizinha, ali na sua casa tem o sinal da pen toda?"
"Sim tenho"
" E consegue fazer chamadas de vídeo?"
"Ainda não experimentei"
Estivemos ali uns momentos na conversa e uma senhora que entretanto conheci chamou-me a atenção para ele... E começo a perceber aqueles pormenores, roupas bem escolhidas, de boas marcas, bom corte e uma carrinha que poucos escolheriam na altura...
Como sou uma descarada do caraças, um dia, enfiei na caixa de correio da mãe dele um envelope pequeno com um cartão que dizia: "Quando é que eu sou convidada para jantar?", porque ali todos o conheciam desde pequeno, só podia ser eu, ele lá arranjou maneira de comparar a letra e pronto.  Uma noite, estava a chegar e ele e os amigos estavam reunidos, a hora era tardia, eu passei depressa (aliás o meu carro ficou conhecido como "foguete") mas percebi que ele estava lá. Fiz marcha-atrás, abri o vidro e fiz-lhe sinal, ele veio ao meu carro e eu: "Então vizinho, quando é que vamos jantar?", e ele respondeu: " Eu ligo-lhe" (sim, ainda nos tratávamos por você). Uma noite, 18 de Novembro de 2008, estava eu no blog que era novinho, e recebo um telefonema: "olá, é o teu vizinho", "Como? , quem?... ahhhhhhhhh Olá!", "Cheguei agora de Espanha e ainda não saí do carro... ficámos uns 45 minutos ao telefone até que eu disse: "Então e em vez de estares (evolução para tu) a gastar dinheiro, a um minuto de mim, porque não vais comer qualquer coisa, tomar um duche e passas aqui?", "Ok,"
Bem, eu tomei um duche relâmpago, salto altos, maquilhada qb e atitude.
Ele chegou e levou a um topo de uma serra onde falámos e falámos... "Olha que isto tem caixa automática, com esses saltos, bates nisso e lá vamos nós serra abaixo".
Saí da carrinha e estava um frio enorme, ele veio por trás, rodeia-me com os seus braços e dá-me um beijo na bochecha. Pensei: "Já estás!"...
Fomos para a minha casa, "porque estava mais quente" e ele quis ver o meu blog, vimos o blog comigo sentada no colo dele... Digamos que saiu da minha casa, eram 7:30 da manhã... Ainda existiram alguns encontros, e foi com ele que criei a frase: "Comigo podes ser o que quiseres, quando quiseres, à hora que quiseres", dado que as sms eram trocadas de madrugada ou à hora de todos dormirem
Todas as noites, eu imprimia um texto meu e deixava na caixa do correio dele, e ele dizia que gostava dos mimos pois gostava de me ler.
No Natal, percebi que o tempo do casamento dele tinha terminado. Nem um sms, nada. Ligou-me para saber como estava, e eu quis saber como ele estava. Disse-me estar infeliz mas que teve que pensar nas filhas. Disse que o queria feliz e ele desejou-me Bom Natal e boa viagem ao Algarve. Quando desligámos, eu não estava sozinha, estava na casa de quem é hoje uma grande amiga, e desatei a chorar.
Eu, sei que o Zé é o amor da minha vida, platónico ou não, ele é lindo, quando o vejo fico "aos saltos", quem trabalha comigo sabe desta pancada. Por muitos homens que passem pela minha vida, o Zé, será sempre o Zé, e por ele, não pestanejava... O Zé, arrepia-me, mudou-me, o Zé ensinou-me a apenas gostar dele e ficar feliz por ele. Há tempos foi para Angola e eu pensei que fosse definitivamente mas um conhecimento, disse-me ser apenas alguns meses, mas até saber disso, eu não andava bem, queria saber se ele estava bem. Eu sou doida por ele, ele é alto, olhos claros, a dar para o magro e sabe falar. Ele nunca irá sair do meu coração e acreditem, nunca vi um homem tirar as cuecas, só com uma mão, a uma mulher como ele. Todos os dias passo em frente à casa dele, e sinto sempre um arrepio quando vejo apenas os carros, a roupa dele no estendal, tudo serve para eu sentir que estará comigo até morrer.
Dizem que ele não presta, mas ele é "o" Zé. Sempre.
EU, NÃO PAREÇO, EU SOU.

Lurn



EU, NÃO PAREÇO, EU SOU.

Conselhos


EU, NÃO PAREÇO, EU SOU.

quinta-feira, junho 09, 2011

Para os braços de alguém... alguém deve estar a ir



EU, NÃO PAREÇO, EU SOU.

Só se eu deixar e fim de capítulo! (post a dar p o longo)

Em tempos, tive uma chefe que começava a falar mais alto quando o assunto mexia com ela. Na altura eram decisões acerca de famílias carenciadas, crianças abandonadas... E um dia disse-me:
"Eh pa, você desculpe mas eu não consigo falar baixo quando estes assuntos mexem comigo e sou uma bruta mas eu aviso logo no início de cada reunião" E avisava, é certo...
Um dia, a pink-desculpem-lá-que-sou-frontal-directa-sem-papas-na-língua, respondeu num tom calmo e seco: "Compreendo mas isso não é exemplo de boa educação e comigo garantidamente não o volta a fazer"
"Como? A XXXXX sabe o que está a dizer? A chamar mal educada à sua chefe?"
A pink, iad, iada, iada, responde: "Sei, mas se você não consegue, é um problema que terá que resolver, não é nada comigo, não me interessa se é bruta ou não a falar, eu quero é reuniões calmas.
"Muito bem: não interessa quando, nem quem, recebi um mail com muita educação exposta mas palavras duras, que magoava. No fim do pior parágrafo a pessoa explicou que tinha como características, o pragmatismo, a falta de emotividade perante alguns contextos e era uma pessoa incisiva. Pode ser isso tudo e muito mais, mas para o meu lado não. Porque eu, se desatar a ser a desbocada que sou, com quem quer que seja, essa pessoa tem o direito de não me ouvir... Hoje disse a essa pessoa que não queria dela nem mais um "ai" dirigido a mim e ainda assim, tinha lá um mail... Como sou pouco curiosa, apaguei e enviei um a dizer "Vi o mail, apaguei, não li". E não li mesmo, sabem porquê? Tive medo de me magoar com o que ia ler.

Ou seja, pode ser isso tudo mas não para o meu lado.
Tal como eu podia chegar a uma reunião à porta fechada e dizer "Colegas eu tenho um problema de gazes mas pronto, eu sou assim e vamos lá trabalhar"... E os outros com isso?

 É que eu, por ser como sou já magoei algumas pessoas, esta pessoa, ainda, AINDA, não percebeu que magoa e bem. E só porque fomos magoados no passado, nada nos dá o direito de magoar agora...
Somos assim, somos pois! 
Mas ninguém tem que nos aturar, começo a achar que desligar o telefone na fronha de alguém, é um acto zen para mim e que se dane a má educação de desligar...






EU, NÃO PAREÇO, EU SOU.


terça-feira, junho 07, 2011

Tretas

Faz hoje um ano que comecei a trabalhar na Ericeira e ISTO, ESTAS TRETAS, começaram... Até hoje, não lhe vi a tromba, muda de discurso de puto marado para genial... E foi o que despoletou a minha vontade de me saber defender, só tenho a agradecer a este palerma, ter conhecido o Krav Magá e o meu treinador, um grande senhor!

EU, NÃO PAREÇO, EU SOU.

Parte II

Eu mereço...
Oh se mereço!
levei um estalo virtual agora, há bocado, e percebi que ainda não fui à vacina "anti blocos de gelo" e ainda não comprei a última edição do best seller: "Blocos de gelo, cheios de pragmatismo, fuja enquanto pode!"
Mas quem me deu o estalo virtual, só me fez pensar que quantos mais destes conheço, ou melhor sei da sua existência, mais gosto de mim.
Desculpem-me mas uma pessoa pode estar desprovida de tudo, menos de sentimentos (e tacto).
Porque abraços de cães e almofadas não chegam para sabermos o que são sentimentos.

EU, NÃO PAREÇO, EU SOU.

Fodas, foi hoje!

Não foi, está a ser. Rebentei!
Sim hoje rebentei. Há uma pessoa que me chama furacão, pois ela agora vai ficar até com medo de mim. Hoje que ninguém se meta comigo, hoje não quero saber e até os meus gatos estão fechados na marquise para não os aturar. Hoje, todas as respostas vão ser inuteis, e toda a inutilidade resultará em desprezo, em lágrimas e apenas em coisas que uso para conseguir adormecer.
Um dia era, porra que esse dia é hoje. 

EU, NÃO PAREÇO, EU SOU.

É grave

É grave quando as pessoas não se podem exprimir e mostrar o que são, só porque o mundo não acha "normal". Cada vez tenho isso mais em mente, cada vez tenho mais certeza disso, de que ninguém se preocupa com ninguém, ninguém se deixa afectar por coisas diferentes, novas, melhore sou piores. Estou simplesmente farta. Ou também é anormal, estar farta?
EU, NÃO PAREÇO, EU SOU.

segunda-feira, junho 06, 2011

Apesar de cansada

Ainda tive forças para sorrir quando vi, chuva e nuvens escuras... Ah... o fresquinho na cara... (primeiro dia do novo trabalho, ligações com o anterior, médico, fisioterapeuta (mando a conta ao filho da puta que me bateu aka o meu ex marido), e o pior: carregar caixotes, desce escada-enfia no carro-sobe escada, segue para o trabalho. Socorro!!! 
EU, NÃO PAREÇO, EU SOU.

domingo, junho 05, 2011

PORRA!

Eu não tenho que falar de eleições, eu posso falar das minhas fraquezas dos meus desejos e dos meus afectos, Eu não me transformo em letras, em vírgulas que resultam num discurso diferente. Posso ter os sonhos que tiver, posso desfazer-me em lágrimas e ser a gaja mais forte a seguir. Acredito que só se ergue com dignidade quem caiu bem fundo e se se erguer sozinho, mais digno e forte é.
Eu, serei sempre assim, uma gaja atípica. Sim gaja atipica, não me importo que se esqueçam dos meus anos, não me importava que o telefone/pc/coisa complicada do meu ex marido tivesse o nosso aniversário agendado... Importo-me sim, quando se esquecem de me amar, pois um presente em qualquer altura se dá, o amor (no sentido amplo da palavra), basta um sms, um sorriso, um silêncio para lembrar à pessoa que ela é amada...  Não se lembrem do meu aniversário, do meu escritor favorito, lembrem-se de me amar!
EU, NÃO PAREÇO, EU SOU.

Figo

O Luís Figo, sempre com a aquela postura de homem crescidinho, disse ser uma inspiração para os mais novos... E está na minha terra, eu acho que sou mais nova do que ele... pelo menos acho que homens como ele, não se encontram em qualquer esquina.
Ele é uma inspiração sem dúvida... Pelo menos para mim...

EU, NÃO PAREÇO, EU SOU.

Bom Domingo



EU, NÃO PAREÇO, EU SOU.

sábado, junho 04, 2011

A minha vida

Eu vou mudar de casa, de trabaho, continuo com alguns laços com a antiga actividade... E vai começar, a dança dos caixotes... é muita mudança ao memso tempo... Mas eu consigo, ah se consigo...
Os meus gatos são os últimos a sair e espero que se adaptem, vou andar menos de carro, estou no centro, estou perto do noveo emprego...
Não me importo dos caixotes, o mais doloroso foi sair de casa, de um condomínio cheio de piquinhas todo pipi e sair sem nada!!! Viva a Pink!


EU, NÃO PAREÇO, EU SOU.

O pesadelo e a diarreia

(ESCUSAM DE PERGUNTAR QUEM É A PESSOA QUE EU NEM COM TORTURA DIGO)
Esta noite tive um pesadelo com um... homem... da... blogosfera.... CRUZES!
"Não sei como", apareço na cama dele e debaixo da mesa de cabeceira dele, vejo um estojo da Barbie e minutos mais tarde uma canon num tripé voltada para a cama...
A casa de banho dele era pública e ele cobrava para a usarem... Estavam lá umas pitas doidas aos gritos porque estavam com diarreia... Certo...
Vou ali ao psicólogo mais perto, venho já...

EU, NÃO PAREÇO, EU SOU.

Do veneno

Percebam a letra e digam lá se não feita para mim?

Your cruel device

your blood like ice
one look could kill
my pain, your thrill
I wanna love you, but I better not touch (don't touch)
I wanna hold you, but my senses tell me to stop
I wanna kiss you, but I want it too much (too much)
I wanna taste you but your lips are venomous poison.
You're poison running through my veins,
You're poison...
I don't wanna break these chains.
Your mouth so hot
your web, I'm caught
your skin, so wet
black lace, on sweat
I hear you calling and it's needles and pins (and pins)
I wanna hurt you just to hear you screaming my name
Don't wanna touch you, but you're under my skin (deep in)
I wanna kiss you but your lips are venomous poison.
You're poison running through my veins,
You're Poison...
I don't wanna break these chains.
One look (one look)
could kill (could kill)
my pain, your thrill

EU, NÃO PAREÇO, EU SOU.

Todo meu

É lindo não é?



EU, NÃO PAREÇO, EU SOU.

sexta-feira, junho 03, 2011

Blog encerrado

Por motivos pessoais, que só a mim me assistem, o meu photoblog está encerrado. Qualquer foto que queira expor, este será o blog utilizado. Agradeço aos 107 seguidores os comentários. As fotos surgirão aqui... De vez em quando.

EU, NÃO PAREÇO, EU SOU.

Dois grandes com anos de diferença

Mesmo assim, acho que o Slash faria melhor... Mick J. esse, está sempre no seu melhor...







EU, NÃO PAREÇO, EU SOU.

quinta-feira, junho 02, 2011

Os meus seguidores

Este blog existiria sem os seguidores. 200 é um bom número e espero que pelo menos, uns 20 me venham visitar e ler com atenção... Tal como eu faço com os que sigo.
Por isso respeito quem me segue, rio-me com alguns, choro e, insisto, criam-se laços e a ajuda surge atrás de um monitor...

MEUS CAROS: toca a seguir também o meu INCONDICIONALIFADES; A MINHA ESSÊNCIA EM IMAGENS O PROVOCA-ME E O SPECIAL MOODS, onde eu também estou...

EU, NÃO PAREÇO, EU SOU.

quarta-feira, junho 01, 2011

Ai, escolinha

Ontem, estava eu à saída de um colégio privado "conceituadíssimo" e gosto de ir antes para observar, apenas (e para arranjar lugar)...
Quando os alunos começam a sair, eu começo a ver umas movimentações estranhas e PUMBA! Porrada, foram dois míudos que ninguém conseguia largar... Pensei em ir lá acalmar mas heis que surge o pai de um: o senhor foi bastante correcto, afirmando que o filho não é um santo, perguntou aos proprietários da viaturas se alguma tinha algum dano, preocupou-se com o outro míudo e depois... Foi ter com os seguranças/porteiros e gritou: Gostaram de assistir?! É para isto que eu pago?
E depois...

"Ó minha senhora, pare já de filmar ou quer ser estrela no facebook e canais de televisão"

A estúpida da mulher foi filmar e não tentar afastar...

Ah caraças, belo murro que essa tipa levava

EU, NÃO PAREÇO, EU SOU.

Pink - Guns - Child





Para quem guarda um pouco da sua Sweet Child em si... Acho muito importante. Que as crianças sejam mais protegidas, é o que desejo. (as crianças, não as bestas que se"espancam underage"
Não espero que entre famílias abastadas, venham presentes e mais presentes, espero que sim que exista um começo para o fim da: violência psicológica, de crianças a serem manipuladas por mães sem escrupúlos, de violência física e que tenham uma cama, quente,e livros, um lápis e borracha...



EU, NÃO PAREÇO, EU SOU.