terça-feira, setembro 13, 2011

Sem norte

Eu até vinha desabafar e perguntar a qualquer alminha por que motivo estarei eu cheia de febre outra vez... Mas depois de receber a notícia de que o meu pai está internado e que é grave, acho que nem chão tenho nem sei bem porque ainda n peguei no carro e fui para baixo, não sei o que fazer. Sim, sou menina do papá e sinto-me desnorteada.

Não sou superior, supero-me.

8 comentários:

  1. Ó rapariga, tens que ter calma,não entres já em pânico, pode ser que não seja tão grave assim...além disso tens que demonstrar força perante a tua família...não podes deixar-te ir abaixo.
    Um beijinho grande **

    ResponderEliminar
  2. Um abraço solidário! Eu também sou menina do papá e orgulho-me disso!

    ResponderEliminar
  3. Tudo a correr pelo melhor minha querida.
    As melhoras para o pai.

    Beijinhos

    ResponderEliminar
  4. Miuda,
    As melhoras para ti e do teu papa...e nada de vergonha de seres menina do papa pois eu tb sou.
    E PENSAMENTO POSITIVO OK?
    Bjs super aromáticos e energias MUITO positivas xxx

    ResponderEliminar
  5. vai-te mas é encharcar em comprimidos e compra o próximo bilhete de expresso. Assim descansas enquanto vais a caminho.
    Melhoras aos dois.
    Beijinhos

    ResponderEliminar
  6. E das poucas coisas que nos da uma total sensação de impotência,não poder ajudar quem ama-mos,e nos casos de saude ainda pior,percebo-te perfeitamente por isso apenas te posso desejar as melhoras do teu pai e as tuas.
    E continua a ser a "menina do pápá",é algo que ficara para sempre nas vossas memorias.

    beijos meus

    ResponderEliminar
  7. Tem todos os motivos para estar assim. Melhoras para ele e para ti também.

    Beijo

    ResponderEliminar
  8. ó que carago rapariga, mas tu fizeste mal a alguém? será karma? será que se eu desejar que piores tu melhoras? é que eu já tou por tudo!

    ResponderEliminar

Odeio as almas estreitas, sem bálsamo e sem veneno, feitas sem nada de bondade e sem nada de maldade. Nietzsche
Debita aqui algum bálsamo.