quarta-feira, agosto 17, 2011

Prémio "dedo na boca"

E foi assim que eu AQUI, ganhei um indicador na boca... Resta saber de quem...

EU, NÃO PAREÇO, EU SOU.

1 comentário:

Odeio as almas estreitas, sem bálsamo e sem veneno, feitas sem nada de bondade e sem nada de maldade. Nietzsche
Debita aqui algum bálsamo.