terça-feira, agosto 30, 2011

Por mim, por ti, por nós

Os dias passam, os anos, as décadas e nós exigimos aos outros aquilo que nós conseguimos fazer por nós. Transportamos para um amor toda a nossa força, porque o amor é incondicional e se esse amor desaparece, uns enlouquecem, outros matam-se, outros desistem de viver, vivendo.
Já me senti sem chão. Mais que uma vez, já sofri muito, como todos nós mas em parte, a culpa era só minha.

Não sou superior, supero-me.

6 comentários:

  1. às vezes a culpa é nossa, outras vezes é dos outros... Mas temos de saber lidar com todas as situações e principalmente superá-las ;) **

    ResponderEliminar
  2. Houve uma pessoa que me dizia: faço-o por Ti...

    Depois ia fazendo, por Nós...

    Mais tarde confessou: faço-o por Mim...

    Ainda hoje não sei se o "Por Nós" realmente existiu!? Da minha parte sei que foi sincero!!

    Quando estamos "sem chão" por vezes a vida tem revelações fantásticas que nos fazem sentir vivos e a lutar!1

    Bjo*

    ResponderEliminar
  3. Acho que já todos nós passamos por isso. Beijinhos

    ResponderEliminar
  4. Superar um amor é doloroso mas o ser humano é forte! Tu és forte!! :)

    ResponderEliminar
  5. ...a culpa é sempre nossa ...em tudo!Pena é que na altura do embate, ou antes dele, não se tenha dado conta!


    beijo

    ResponderEliminar
  6. hoje em dia ta cada ves mais escasso o amor,amizade...

    ResponderEliminar

Odeio as almas estreitas, sem bálsamo e sem veneno, feitas sem nada de bondade e sem nada de maldade. Nietzsche
Debita aqui algum bálsamo.