quarta-feira, agosto 17, 2011

O que não se percebe

Sempre me disseram que o que não percebo, ao nível das relações sociais, devo ignorar.
Tento compreender algumas coisas, aliás tento compreender gestos reprováveis e que são de mau gosto, má fé e falta de educação.
Um dia canso-me. Aliás, já me sinto cansada, porque nem todos, repito, nem todos, são dignos da minha massa cinzenta trabalhar em prol de os entender. Depois existem aqueles que me dão pena e eu tento entender, existem aqueles que devem uma explicação que nunca foi dada e eu tento entender... Enquanto isso, eles continuam felizes da vida a lixar/usar/brincar com os outros...
Gostava que, para cada vez que o fazem, lhes cortassem um dedo, veríamos aí , como disparavam os tiros.
EU, NÃO PAREÇO, EU SOU.

2 comentários:

  1. se há coisas que eu não percebo é estas coincidências de pensamento...
    por onde andas tu???dentro da minha cabeça???
    **

    ResponderEliminar
  2. o segredo é ignorarmos os idiotas que nos magoam e lixam a vida...
    Tenho uma técnica, desprezo total e cabeça levantada...e tem resultado já nem perco tempo!!

    Beijinho*

    ResponderEliminar

Odeio as almas estreitas, sem bálsamo e sem veneno, feitas sem nada de bondade e sem nada de maldade. Nietzsche
Debita aqui algum bálsamo.