quarta-feira, janeiro 12, 2011

E motivos

Motivos para a suspensão, motivos para o perdão para conhecer o que parecia tão conhecido...
Motivos para o corpo funcionar e para a bolha borbulhar...
O tempo é amigo, dizem por aí... nunca acreditei mas hoje, hoje sim, torci o braço pelo cansaço, pelo choro, pelo extremo, por gostar e dar.
Por querer receber.
Porque sou como sou e supero-me. Porque detesto passas secas e porque quero.
Existem pessoas, especiais, muito. Ou que nós achamos especiais... Algumas são mesmo, outras desiludem. Torci o braço para ver a "especialidade". Leveza, a certeza do voltar, o brilho do meu olhar e do Sol quando bate forte. 
Hoje superei-me, por amor ao próximo e a mim, porque eu amo-me, embora me esqueça disso às vezes. Mas tenho que pensar que faço, mexo, aconteço e sou, decididamente, atípica...
NÃO SOU SUPERIOR, SUPERO-ME!

3 comentários:

  1. Não te esqueças que te amas acima de tudo!!
    Gostares de ti e amares-te mesmo a sério é o mais importante.

    ResponderEliminar
  2. Inês, és tu quem comenta os textos que me saem da alma e que mais ninguém entende... Obrigada pela força!

    ResponderEliminar
  3. De nada!!!!
    Sempre às ordens!!
    Já sabes!!

    ResponderEliminar

Odeio as almas estreitas, sem bálsamo e sem veneno, feitas sem nada de bondade e sem nada de maldade. Nietzsche
Debita aqui algum bálsamo.