sexta-feira, janeiro 29, 2010

Apesar dos pesares

Hoje não vou criticar ninguém, vou adorar o frio, vou adorar as correrias, vou sorrir para gente mal educada e vou "cagar e andar" como se costuma dizer.
Hoje vou superar-me. vem aí um bom fim de semana, com trabalho, é verdade, mas com planos de um bom jantar, um domingo para por contas em dia (arrumar os pensamenos e porque não a roupa que saiu do estendal). No próximo mês faço 34 anos, vou também expor a minha lista de prendas, caros (42) seguidores, não sejam forretas. (Caraças, acordei agitada, sonhei com um clássico: (Visa BI- Campeão)NÃO SOU SUPERIOR, SUPERO-ME!



Sexy Weekend
Comments from pYzam.com


quinta-feira, janeiro 28, 2010

Gosto!

O poeta beija tudo

O poeta beija tudo, graças a Deus… E aprende com as coisas a sua lição de sinceridade…
E diz assim: “É preciso saber olhar…”
E pode ser, em qualquer idade, ingénuo como as crianças, entusiasta como os adolescentes e profundo como os homens feitos…
E levanta uma pedra escura e áspera para mostrar uma flor que está por detrás…
E perde tempo (ganha tempo…) a namorar uma ovelha…
E comove-se com coisas de nada: um pássaro que canta, uma mulher bonita que passou, uma menina que lhe sorriu, um pai que olhou desvanecido para o filho pequenino, um bocadinho de sol depois de um dia chuvoso…
E acha que tudo é importante…
E pega no braço dos homens que estavam tristes e vai passear com eles para o jardim…
E reparou que os homens estavam tristes…
E escreveu uns versos que começam desta maneira: “O segredo é amar…”
(Sebastião da Gama)

NÃO SOU SUPERIOR, SUPERO-ME!

Favor e Sabor

Fiz um favor a mim com um sabor óptimo.
Acho que fiz um favor a quem no fundo, não saber ser gente.
Ainda bem que faço asneiras, que sou impulsiva, que bato com os cornos em paredes, que choro...
O problema é quando páro de chorar. Aí, começa o meu lado "saboroso"a surgir, começam as pessoas a perceber que não deviam... Não podiam... Não o foram... Não estiveram...
Para se ser, como diria Pessoa, sejamos grandes , inteiros, entreguemo-nos!!!



NÃO SOU SUPERIOR, SUPERO-ME!

segunda-feira, janeiro 25, 2010

Caixinhas de recordações


Tenho uma dificuldade em lidar com afastamentos, cortes, tempos e afins. Para mim, ou é ou não é... Depois dá-se o corte. Por mim, deve ser pela raíz pois comer metade do gelado quando passo a poder apenas sentir-lhe o cheiro, isso não vale nada. Não sei bem o que fazer a esse tipo de ressentimento (sim, sou rancorosa) mas penso que vai para uma caixinha de recordações, que entretanto vai para o lixo... Eh pá, eu já nem falo dos outros mas a mim, pelo menos sejam crescidinhos e adultos e usem aquilo que dizem ser para PELO MENOS, dizer, "olha, ó mulher-como-há-poucas, ó gaja-que-és-necessária-na-minha-vida-para -eu - falar-com -abertura, pronto, eu sou assim e embora não vá mudar de planeta, já aluguei um mesmo aqui nesta cidade que "há que amar"  e esse planeta não acesso via naves espaciais, apenas via telefone e net. "pá, vou ali processar umas coisas e fazer um reset ao ver o por do Sol e volto já". (ninguém percebeu nada mas quem sabe do que falo, percebeu e bem)

NÃO SOU SUPERIOR, SUPERO-ME!

Ora, opinem, se faz favor

Ao fim de um ano e meio de separação, uma mulher e um homem trocam uns sms nada simpáticos. A dada altura, ele (que sempre foi traído por pura e simplesmente não dar "assistência técnica" e afectiva em casa quando estava, já que as viagens em trabalho eram uma constante, como ia a dizer,  a determinada atura ele diz num SMS:
"Não acredito nas tuas mentiras!"
Ao que ela retorquiu: "Mas SEMPRE mas SEMPRE acreditaste nas minhas mentiras! Caso contrário como é que eu te traía?"
Opções:
  1. O gajo merecia isso e muito mais pois usou conhecimentos de uma arte marcial para espancar a dita mulher
  2. O pobre não devia ser traído pois andava sempre cansado e descomprimia sozinho e com os animais de estimação (a companheira servia, para cozinhar...)
  3. Como é que um homem que se julga muito homem (quando na verdade, sabe que não o é), se sente ao ler este tipo de sms?
NÃO SOU SUPERIOR, SUPERO-ME!

sábado, janeiro 23, 2010

chorar e rir

E enquanto uma chora, outra ri; é a lei do mundo, meu rico senhor; é a perfeição universal. Tudo chorando seria monótono, tudo rindo, cansativo; mas uma boa distribuição de lágrimas e polcas, soluços e sarabandas, acaba por trazer à alma do mundo a variedade necessária, e faz-se o equilíbrio da vida.


Machado de Assis, in "Quincas Borba" 

NÃO SOU SUPERIOR, SUPERO-ME!

violino triste



NÃO SOU SUPERIOR, SUPERO-ME!

Homem meu

Homem meu, com a calma de P., a loucura de T,. responsabilidade de P., profissão de baixo estatuto social, honestidade de R,. malandrice de Z., corpo de J., formalidade de N....
Do resto trato eu
NÃO SOU SUPERIOR, SUPERO-ME!

sexta-feira, janeiro 22, 2010

Florbela Espanca, in "Livro de Sóror Saudade"



A minha mocidade há muito pus
No tranquilo convento da tristeza;
Lá passa dias, noites, sempre presa,
Olhos fechados, magras mãos em cruz...

Lá fora, a Noite, Satanás, seduz!
Desdobra-se em requintes de Beleza...
E como um beijo ardente a Natureza...
A minha cela é como um rio de luz...

Fecha os teus olhos bem! Não vejas nada!
Empalidece mais! E, resignada,
Prende os teus braços a uma cruz maior!

Gela ainda a mortalha que te encerra!
Enche a boca de cinzas e de terra
Ó minha mocidade toda em flor!

Florbela Espanca, in "Livro de Sóror Saudade"

NÃO SOU SUPERIOR, SUPERO-ME!

quinta-feira, janeiro 21, 2010

Conceitos


Procuro carne misturada com ossos, não necessariamente alguém "humano" que saiba e que ponha em prática os seguintes conceitos:
  1. Responsabilidade Social
  2. "Open Mind", Mente Solta, "Geest Los"
  3. Consequências, Causas, Sensações de um Abraço
  4. Sexo, não nos torna gente.
  5. Respeito.
  6. Pensar 2 vezes.
  7. Sofrimento por Arrependimento.
  8. Perdão
NÃO SOU SUPERIOR, SUPERO-ME!

quarta-feira, janeiro 20, 2010

Dar/assegurar/chorar

Hoje, ia a 200 para uma farmácia e à porta da farmácia estava um sem abrigo, a comer sofregamente uma refeição. Voltei ao carro e fui buscar um saco que em tempos, depois de um comentador do meu blog relatar um "tenho fome" na Almirante Reis, pus na bagageira para esta situação. Dei o saco ao sr, e €10. Tinha leite, bolachas e cereais. O senhor disse: Obrigado. e voltou a enfiar a cara na refeição, quando saí da farmácia, desejei-lhe boa sorte e ele disse-me: " a menina assegurou-me mais um dia de vida"...
Cheguei ao carro e chorei, chorei e perguntei: "A minha vida, quem me assegura"?



NÃO SOU SUPERIOR, SUPERO-ME!

domingo, janeiro 17, 2010

apeteces


Hoje apeteces-me.
Hoje não te fazia isto ou aquilo, fazia-te tudo. 
Espaço media luz, corpos nús? Não, demasiado óbvio. 
É uma incógnita quando me sento em cima de ti, tapadinha por uma camisa comprida... Sem fazer grandes contas, faria-o. Hoje, sem dúvida era dia, era noite, era paragem no tempo, era curiosidade e era comos e fosse sempre a primeira vez. Desta vez não queria falar, desta vez não te queria ouvir, Quero nadar no teu suor, quero deixar de tentar sair desse lado aconchegado, quero ver-te debaixo de mim e ter-te debaixo de mim, tomar estradas que desconheço as curvas, pensar na arte. Na arte de te sugar, de te entrar na cabeça e de te despir de preconceitos, deixar-te prostrado para me saboreares... Hoje, seria o fim do tempo, o fim do sol, o fim do teu tempo e do meu, o fim da porta aberta, o ínicio de trocas, de movimentos, de beijos, de línguas que falam usam uma linguagem tão própria. 
No fim, um abraço...
NÃO SOU SUPERIOR, SUPERO-ME!

aviso

Desactivei a minha lista de músicas que se ouviam automaticamente quando o blog abria, isso misturado com os videos que dedico/posto, dá uma "salada"... Pronto, Luís, lá ficas sem o Bolero


NÃO SOU SUPERIOR, SUPERO-ME!

sábado, janeiro 16, 2010

Que se lixe, apeteceu



É duro. Foi uma maravilha, está a ser uma bola de neve, vai ser um nevão, vem o sol e depois outras tempestades virão. Estou quase nos 34. Há 10 anos, fim de curso, carro grande, potente que foi contra uma árvore, primeiros textos, Há 20 anos, primeiro drama a sério. Início da "noite" algarvia, Não me sinto velha, sinto-me sim , com os efeitos da idade, embora adore o meu lado infantil. Não me importo de não passar dos 40, tenho vivido, mais ou menos, como quero onde e com quero. Sou mimada e deixo bem isso vir ao de cima. Recentemente aprendi a ouvir não. Estou a lidar com a situação mas a questão é que aprendi, (tu, que sabes que és tu, acredita que me ensinaste), conheci alguém feliz! Feliz e com uma justificação sólida para quem já viveu fases e que cada uma delas nos faz enriquecer e seguir em frente. Ok, foram duas pessoas a dizer seguir em frente mas uma delas, não quer viver as circunstâncias. Tenho conhecido gente fabulosa, tenho visto gente mesquinha e aprendido a rir-me delas, é tão bom ser eu, ser a Pink, ser a Poison.Falta-me ver Tiesto, falta-me conduzir um A8, ter um filho... Vou continuar a bater com os cornos em paredes que não, não as vou contornar, vou partir as mesmas. No fundo, tenho algo a agradecer, tenho coisas minhas que não se sabe que são inconfessáveis e por isso decidi criar um blog, com essas coisas. Será o lado lado negro da Pink? Não sei, sei que adoro-me, amo-me, amo este blog, gosto muito de poucas pessoas. Mas as de quem gosto, porra, gosto a sério.
NÃO SOU SUPERIOR, SUPERO-ME!

Experimenta-me

Eu.
A sociedade.
Tu.
Olhem-me esta merda de mistura!!!
Eu sou a raiva que nunca tiveste, sou o desespero que nunca sentiste, sou a falta de ar que nunca te sufocou, sou um par de mãos que te aperta o pescoço, sou o mal, o terror... DEPOIS ACORDAS

Sou apenas um braço que te embala, uma voz que te pode consolar e umas experiências giras... vais a uma rave comigo? Fazes amor comigo na praia à chuva? Olhas para mim no palco onde a minha alma faz o seu strip tease? 
Experimentas-me? Dás-me o teu carro para fazer uns peões? Deixas-me divagar sobre a Grécia Antiga?

NÃO SOU SUPERIOR, SUPERO-ME!

quarta-feira, janeiro 13, 2010

Ai que medo da água!



Os felinos são bravos, corajosos, ah e tal e depois metem água!!!
NÃO SOU SUPERIOR, SUPERO-ME!

Ah, pois sou!



Sou A FAVOR, dos casamentos entre pessoas do mesmo sexo. São isso mesmo, pessoas, e nós apaixonamo-nos por pessoas e não por corpos e regras da sociedade. Que sejam felizes e construam um lar, desejo a gays, heteros, bis, o que for mas façam-me o favor de serem felizes!
NÃO SOU SUPERIOR, SUPERO-ME!

terça-feira, janeiro 12, 2010

Gosto de Matisse


NÃO SOU SUPERIOR, SUPERO-ME!

E se eu...

Fosse diferente? seria um pão sem sal? Ou seria banal e ser banal é ser parte das massas. Li uma frase que mexeu comigo, não a vou transcrever mas sim, ensina-me. Afinal, aprender, não é o melhor verbo da vida? Da minha vida, é. Desde sempre quis saber tudo, nem quero pensar no que avós e pais sofreram com a minha idade dos porquês... Eu não quero ser diferente, quero ser assim, cheia de fraquezas dramas e lágrimas. outros dias cheia de força. Não posso ser somente eu? e ser aceite? Aceite, sim! Aceite porra! Aceite como aceitamos um dilúvio, como aceitamos horas à espera de um reboque (e no meu, caso, com um carrito que teimava em não mexer as rodinhas nos locais mais impróprios, já me aconteceu muitas vezes), como aceitamos a opinião dos outros. Caraças, será isso que me falta? Para isso tinha que abdicar de que a minha liberdade não acaba onde a dos outros começa... Não quero estragar a liberdade dos outros mas quero a minha personalidade à vista, quero ser apenas eu, eu sou assim. Sei lá o que tenho de poético, sei lá o que tenho de fenomenal mas eu sou assim, sofro, trepo paredes, grito... Mas também, abraço, mimo, surpreendo, rasgo sorrisos, digo "adoro-te" quando quero e me apetece, sem pensar como os outros irão interpretar. Considero-me uma excelente observadora, chego a conclusões mirabulantes, no entanto, verdadeira, que me ensinam a construir em mim algo. 
Fraqueza, ao lado da força, será middle name, no entanto, nunca mas nunca me verão ser falsa comigo, já o fui e resolvi o assunto. Nunca perderei o poder de saber muito bem as asneiras que faço, o que sinto, o que digo, vou continuar a mimar e a surpreender e não me arrependo, nem de quem me fez mal...
NÃO SOU SUPERIOR, SUPERO-ME!

domingo, janeiro 10, 2010

TU....

Tu.

Sejas quem fores, questiono-me se terás braços para mim, nariz para cheirar o que eu cheiro e a que cheiro. Terás pernas para correr comigo quando não quero saber? Não quero ouvir, não quero saber? Terás coração para saber ouvir tudo o que digo que sai do coração e vai para a boca sem ir ao cérebro? 
Tens? 
Tens noção da dualidade da vida? Que eu sou o azul e tu poderás nunca ser o amarelo? tens noção que apenas um olhar cúmplice, te faz ser meu. Meu. Para andarmos por aí a deambular, a aprender, a f****, à chuva, ao sol...
Não são cruzes que carregamos, são escolhas. Escolhas carregadas por nós, vividas, entranhadas em nós até à exausta. Sinto-me exausta por ser a minha testemunha do crime mais perfeito, o meu crime, agora leio eu também a minha própria sentença. Culpada.
E quem não me aceitar, lamento. é dificil transformarmo-nos, é dificil esperarmos pelo dia... Tu, sejas quem fores, compreende tudo isto e serás o dia, será a dita seta para o caminho certo... 
EXISTES?

NÃO SOU SUPERIOR, SUPERO-ME!

A diferença

Quanto mais diferente de mim alguém é, mais real me parece, porque menos depende da minha subjectividade 
Fernando Pessoa 
(my perogative Bobby Brown)

Everybody's talking all this stuff about me
Now now why don't they just let me live
Oh oh oh i don't need permission
Make my own decisions oh
That's my prerogative

They say I'm crazy
I really don't care
That's my prerogative
They say I'm nasty
But I don't give a damn
Gettin' girls is how I live

Some ask me questions
Why am I so real
But they don't understand me
I really don't know the deal
About a brother trying hard to make it right
Not long ago before
NÃO SOU SUPERIOR, SUPERO-ME!

sábado, janeiro 09, 2010

Massas, não obrigada


Não, não vou ver o AVATAR, por norma, o que arrasta grandes massas, afasta-me... Não creio aprender nada com aquele filme... a única coisa que arrasta massas (do sexo feminino),  e à qual eu vou quando tenho lliquidez são os saldos. Desculpem, não sou rica, e encontram-se pechinchas... Faço anos na altura dos saldos, não tenham medo de me oferecerem qualquer coisita lol... quero pessoas interessantes, quero parar de ter dores de cabeça, devo por pastilhas e discos de travão no carro, já que eu não me travo, ao menos que a máquina (e as máquinas têm sempre razão) trave. Alguém pega em mim e leva-me a londes um fim de semana?

NÃO SOU SUPERIOR, SUPERO-ME!

quarta-feira, janeiro 06, 2010

Bicho mulher


Se há coisa da qual tenho medo é de me transformar num paozinho sem sal, numa "coisa" banal... Mas o bicho mulher... é complicado! E eu, até ver, sou mulher (baixei as calças para verficar que sim, tenho que fazer a depilação).
Dei por mim armada em "esclarecida" (o tanas!!! a falar na minha liguagem de mulher e à espera de ser interpretada por um cérebro de homem)...
Se eles não concordam, são uns monstros, frios, calculistas, etc (gosto de chamar frio a um homem e dizer-lhe que tem um repoulho no lugar do coração) mas se os pobres, se reduzem à sua insignificância (leia-se, "eu sou lindo e sou humilde"), nós amuamos.
"Agora já não é nada!"
Mas porquê que somos assim ó deuses do Olimpo? Depois há "aquela cena" do "Ah, não percebes, pois, és muito esperto" e o pobre homem, na sua mais pura sinceridade responde: "Não, não entendo mas explica lá".
"Eu não explico nada! Não queres perceber, não percebas!" (o tipo bem quer perceber mas em linguagem de mulher, não consegue).
Depois vem a mítica frase: "Mais perdes!!!"
O homem, cada vez mais baralhado e com a sensação de estar a falar com um extraterrestre, mais uma vez: "Eu juro que não percebi", oh... o que foi esta alma dizer?

"Não percebes? Não é óbvio?"
No fundo, ela só quer dizer: "Gosto de ti, dá cá um beijo e um abraço".
ÓBVIO (quem não percebe?)
NÃO SOU SUPERIOR, SUPERO-ME!

sábado, janeiro 02, 2010

no tittle

Boris Valedzho

NÃO SOU SUPERIOR, SUPERO-ME!

L. A

Perdoem-me todos, mas esta vai dedicada somente ao Luís Alves. Por não ter pena de mim, por mostrar o que é e POR COMENTAR E CRITICAR CONSTRUTIVAMENTE E COM HUMOR o que escrevo (e porque me vai oferecer um violino), só não lhe dou uma nota máxima, porque nostextos que me entrego ao blog e a quem me lê, o senhor, fica sem teclado!!!
Imitem-no porra!

NÃO SOU SUPERIOR, SUPERO-ME!

lindo!





NÃO SOU SUPERIOR, SUPERO-ME!

Há quem diga

Há quem diga tanta asneira que, ainda que bem espremido, nada se aproveita.
Há quem diga muito e faça zero.
Há quem não diga e seja.
Ser.

Não ser, não é questão, é certeza.
Quem não é, é parasita, é coisa má, é nada.
Muito. Ser muito. Chegamos a mostrar ao mundo o quanto somos?
Não.
Nem imaginamos o quanto somos para alguns e quanto nada somos para outros.
Aprender a ser é dificil, sê-lo com qualidade é qualidade de vida.
Eu sou. O quê, diga quem quiser, de sua (in)justiça.

NÃO SOU SUPERIOR, SUPERO-ME!