quarta-feira, setembro 15, 2010

Depois

Daqui a uns tempos, a vida volta.
Daqui a uns tempos, olha-se para as rampas da vida e já não significam nada.
Nem um carro, nem uma entrega sexual. A verdadeira entrega está no coração. 
Senta-se num balcão, olha-se para o vazio e ri-se à gargalhada.
NÃO SOU SUPERIOR, SUPERO-ME!

2 comentários:

  1. Pois é, geralmente a idade e às vezes as desilusões, fazem-nos ver a vida com outros olhos e a tomar como prioritários outros valores, se bem que às vezes seja mais uma defesa ou uma constatação das limitações que a idade nos traz.

    ResponderEliminar
  2. Mas também não é preciso tantas desilusões!!! E sim, prioritários, os meus valores, sempre foram, tendo em conta a podirdão da sociedade!

    ResponderEliminar

Odeio as almas estreitas, sem bálsamo e sem veneno, feitas sem nada de bondade e sem nada de maldade. Nietzsche
Debita aqui algum bálsamo.