terça-feira, agosto 31, 2010

Hoje

Hoje disseste que sou amuleto.
Sou mais, sou amor  e a dor. Sou o teu sorriso e o desencanto. Mas sou alma, inteira, genuína.
NÃO SOU SUPERIOR, SUPERO-ME!

3 comentários:

  1. "Alma, inteira, genuína". Quantos poderão dizer isso? Quantos terão tamanhas qualidades? Quanto quereremos mais de outra pessoa?

    ResponderEliminar
  2. A verdade é que quem tem alguém assim, cai no erro de não valorizar e quem se entrega assim, cai no erro de querer o outro de igual forma...
    Um beijo

    ResponderEliminar
  3. As relações são sempre complicadas se as diferenças não forem aceites ou partilhadas.

    ResponderEliminar

Odeio as almas estreitas, sem bálsamo e sem veneno, feitas sem nada de bondade e sem nada de maldade. Nietzsche
Debita aqui algum bálsamo.