terça-feira, dezembro 29, 2009

Dormiste comigo

Dormiste comigo.
Nas minhas entranhas
No meu cérebro, na vida que me percorre o corpo pelas veias. Dormiste sossegado, em concha, no meu sorriso que te afagou, na minha mão suada que te fez carinho. Abracei-te com o meu sono e beijei-te com o meu ... ronco... LOL Desculpem mas não resisti
NÃO SOU SUPERIOR, SUPERO-ME!

terça-feira, dezembro 22, 2009

Quadra

Não sou especialmente fã desta altura do ano mas pelo menos que se passe bem. è o que vos desejo, a vocês que acompanham o meu mundo, a quem não não me lê, tem bom remédio, passe a ler!!!



NÃO SOU SUPERIOR, SUPERO-ME!

sábado, dezembro 19, 2009

Tenho fome de ti!

Tenho fome de ti... Daquelas que nos dá vontade de comer a passa no ano novo a desejar-te.
Sim, vale a pena a ansiedade, sim, tenho fome de ti.
Não se pode dizer que não se gosta de um prato que nunca se comeu. Sê o meu prato, a minha delícia e eu serei o que quiseres. 
Tenho fome de uma paisagem ao fundo, de um querida pelo meio, tenho fome de cair em ti e não em mim. 
Num desacato entre a prudência e a emoção, que se dane a prudência pois eu tenho fome de ti.
Fome de ti.
Preenche-me, expôe-te e sacia-me, Faz-me rir de prazer, chorarei quando partires, sorrirei quando me lembrar de ti, do teu cheiro, do teu mergulho em mim e daquilo que não se saberá. Como se sabe aquilo que é tão desejado, sentido e amordaçado pelo silêncio que uma janela provoca.
Toca-me. Com mais força. Puxa-me para ti. Mais, mais toque, funde-te comigo. Por uma tarde, uma hora, um minuto, dá-me uma história para contar. 
...

...
...
Além da de que já tenho. Tenho fome de ti e preciso que me alimentes.
Usa-me.
Abusa de mim.
Mas dá-me um abraço no fim. 
Tenho fome de ti!
NÃO SOU SUPERIOR, SUPERO-ME!

sexta-feira, dezembro 18, 2009

Eu decido.



A vida é curta, quebra as regras, perdoa rápido, beija devagar, ama honestamente, ri descontroladamente, e nunca te arrependas de nada que te faça sorrir.

Esta frase foi um alento para mim numa decisão dificil de tomar.
NÃO SOU SUPERIOR, SUPERO-ME!

quinta-feira, dezembro 17, 2009

Ai...A minha vida


Vida. Pois, bonita palavra com imensos adjectivos. Dádiva, uma loucura, curta... Quero lá saber, nao quero estar rodeada de gente parvinha, quero estar com gente genuína, que me ensine, que me trave, que me destrave (mais?) mas que seja algo de rico para mim. Agora sou eu a dizer: Quero-vos!!!
NÃO SOU SUPERIOR, SUPERO-ME!

terça-feira, dezembro 15, 2009

Opções

Portanto:
a) andamos a sonhar com temperaturas positivas
b) o gelo do carro não derrete até ao trabalho e é um momento mágico
c) chove como tudo e nada-se até casa
d) merda para isto que no Verão digo que adoro o frio!!!

NÃO SOU SUPERIOR, SUPERO-ME!

sábado, dezembro 12, 2009

Não sei quantas almas tenho, Fernando Pessoa


Não sei quantas almas tenho.
Cada momento mudei.
Continuamente me estranho.
Nunca me vi nem achei.
De tanto ser, só tenho alma.
Quem tem alma não tem calma.
Quem vê é só o que vê,
Quem sente não é quem é,

Atento ao que sou e vejo,
Torno-me eles e não eu.
Cada meu sonho ou desejo
É do que nasce e não meu.
Sou minha própria paisagem,
Assisto à minha passagem,
Diverso, móbil e só,
Não sei sentir-me onde estou.

Por isso, alheio, vou lendo
Como páginas, meu ser.
O que segue não prevendo,
O que passou a esquecer.
Noto à margem do que li
O que julguei que senti.
Releio e digo: <>
Deus sabe, porque o escreveu.

Choro

Hoje choro
Não admito que me limpem as lágrimas
Que me lavem a alma os soluços, o ranho, o nariz vermelho
Choro e muito, porque, tal como pessoa, para ser grande, sê inteiro, e até a chorar dou o meu melhor.

Não estou perdida, se o estivesse, não choraria. Apenas me quero perder.

NÃO SOU SUPERIOR, SUPERO-ME!

QUERO-ME!!!

Vontade própria, não a tenho. Tem o meu corpo, os meus dedos, o meu carro quando avaria, o estômago que pede comida quando não há tempo para comer...
Tenho sim, uma personalidade própria, sou infantil, sou mimada, sou senhora dra, sou o raio que me parta mas sou! Há muito tempo que não o era e agora renasci.
comportamento gera comportamento e outros renascem, outros surgem da pedra para mim  e outros, ficam de cabeça fodida...
Não sei bem, nem quero saber, se estou a agir mal ou bem, estou a agir como quero e sofreri as consequências.
Hoje, não quero Tiesto, quero Bossa Nova, hoje não quero cola zero, quero cerveja... Eu, simplesmente, quero-me!!!

NÃO SOU SUPERIOR, SUPERO-ME!

terça-feira, dezembro 08, 2009

amantes



Tudo renegarei menos o afecto,
e trago um ceptro e uma coroa,
o primeiro de ferro, a segunda de urze,
para ser o rei efémero
desse amor único e breve
que se dilui em partidas
e se fragmenta em perguntas
iguais às das amantes
que a claridade atordoa e converte.
Deixa-me reinar em ti
o tempo apenas de um relâmpago
a incendiar a erva seca dos cumes.
E se tiver que montar guarda,
que seja em redor do teu sono,
num êxtase de lábios sobre a relva,
num delírio de beijos sobre o ventre,
num assombro de dedos sob a roupa.
Eu estava morto e não sabia, sabes,
que há um tempo dentro deste tempo
para renascermos com os corais
e sermos eternos na sofreguidão de um instante.

José Jorge Letria, in "Variantes do Oiro"

NÃO SOU SUPERIOR, SUPERO-ME!

Ando com vontade

Ando com vontade de aprender a tocar violino... Mas, nem é pelas aulas (Só Deus sabe onde iria arranjar o tempo), o dito instrumento é tão caro!!!
Tenho vergonha disto mas digo: o que me inspirou foi a música adaptada por Tiesto "Adagio for Strings" onde ele convida um violinista para o acompanhar...

NÃO SOU SUPERIOR, SUPERO-ME!